A evolução dos ODS: Relatório 2018 dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável – Parte 2

Continuando a nossa série sobre o relatório 2018 dos objetivos de desenvolvimento sustentável (ODS), no texto de hoje veremos os resultados recentes de mais cinco objetivos e onde evoluímos (ou não). Caso você ainda não tenha visto a primeira parte, acesse neste link. Confira a seguir a lista com os ODS de 06 a 10:

ODS nº 06: Água potável e saneamento

Saneamento ainda é um tema complexo no cenário dos ODS. Muitas pessoas ainda não têm acesso a fontes de água potável e/ou saneamento adequado, fator que dificulta o desenvolvimento social e econômico. Em 2015, apenas 27% da população dos países menos desenvolvidos possuíam instalações básicas para lavar as mãos. Ainda com dados do mesmo ano, cerca de 892 milhões de pessoas não possuem saneamento básico e defecam a céu aberto.

De acordo com dados de 79 países, apenas 59% de toda água descartada é tratada e 3 em cada 10 pessoas não possuem acesso à água potável. Números assustadores e que impactam diretamente na qualidade de vida e saúde das pessoas.

Leia também: ODS 06 – Água potável – 4 soluções para a filtragem d’água

ODS nº 07: Energia acessível e limpa

O objetivo nº 7 talvez seja um dos mais evoluídos. De 2000 a 2016, a proporção da população global com acesso à eletricidade aumentou de 78% para 87%, ou seja, pouco menos de 1 bilhão de pessoas ainda vivem sem eletricidade. Com ajuda de diversas iniciativas, países menos desenvolvidos viram a proporção de pessoas com acesso a eletricidade mais que dobrar nesse período.

Em 2016, cerca de 3 bilhões de pessoas (aproximadamente 41% da população mundial) ainda cozinhava com fogão e combustível poluentes.

Leia também: ODS 07 – Conheça os 5 países africanos que estão optando por fontes de energia renovável

ODS nº 08: Trabalho decente e crescimento econômico

Globalmente, a produtividade do trabalho aumentou e a taxa de desemprego caiu. No entanto, ainda são necessários mais esforços para aumentar a oportunidade de emprego, especialmente para o público jovem, diminuir a desigualdade no mercado de trabalho e promover ambientes de trabalho seguro.

Em 2016, cerca de 61% dos trabalhadores do mundo todo estavam atuando em empregos informais. Segundo dados de 45 países, a desigualdade de gênero nos rendimentos é generalizado e atinge 89% desses países.

Quando o assunto é desemprego, cerca de 5.6% da população global está nessa situação (nível abaixo dos 6.4% de 2000). Os jovens têm três vezes mais chances de estar desempregado, com a taxa global de desemprego dos jovens em 13% em 2017.

Leia também: ODS 08 – Quantos escravos trabalham para você diariamente?

ODS nº 09: Indústria, inovação e infraestrutura

Um dos fatores diretamente ligados à indústria é a emissão de dióxido de carbono. Globalmente, a intensidade de CO2 diminuiu 19%, indo de 0,38 a 0,31 kg de dióxido de carbono por dólar de valor agregado.

Quando o assunto é conexão, o salto é enorme. Em 2016, a proporção da população mundial coberta por uma rede 3G ficou em 61% para os países menos desenvolvido e 84% no restante do mundo.

Leia também: ODS 09 – Legados da Copa e iniciativas de inovação social no nordeste

ODS nº 10: Redução das desigualdades

Diversos esforços têm sido feitos para diminuir a desigualdade de renda, no entanto, o progresso deste ODS deve acelerar se quiser cumprir a sua meta até 2030. Entre 2010 e 2016, em 60 dos 94 países com dados, os rendimentos dos 40% mais pobres da população cresceram mais rapidamente que os de toda a população. Mas isso ainda é pouco.

Em 2016, mais de 64.4% dos produtos exportados por países menos desenvolvidos para os mercados mundiais foram impactados por tarifas zero, um aumento de 20% desde 2010. Já 50% dos países em desenvolvimento, em geral, tiveram acesso ao mercado livre de impostos.

Leia também: ODS 10 – Como vencer ou reduzir a desigualdade dentro dos países e entre eles?

___

Gostou do texto e quer fazer parte da nossa comunidade? Envie uma sugestão de pauta, um texto autoral ou críticas sobre o conteúdo para contato@inovasocial.com.br.

Receba conteúdo exclusivo

Para não perder os próximos conteúdos do InovaSocial e receber materiais exclusivo em seu e-mail, assine agora a nossa newsletter.
Insira o seu e-mail