Intel e PrograMaria promovem evento sobre comunicação e autoconfiança para mulheres

Mulheres podem ser e fazer o que quiserem: serem líderes; desenvolver o futuro; gerir suas carreiras; ser referência; e muito mais. Para mostrar que elas podem superar as limitações que a sociedade impõe e conquistar o seu espaço em diversas áreas, de 14 a 18 de setembro, acontece a Sprint PrograMaria Confiança e Comunicação.

O evento 100% digital, conta apoio da Intel e busca incentivar e dar ferramentas para que as mulheres se empoderem, ocupem seus espaços e desenvolvam suas carreiras, principalmente na área de tecnologia, na qual a sua participação ainda é pequena — apenas 20%, de acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). As inscrições podem ser feitas gratuitamente no site oficial.

Os desafios femininos no mercado de trabalho

As barreiras que as mulheres precisam superar ao longo de sua jornada profissional — e pessoal também — são inúmeras. Um retrato disso é o levantamento exclusivo realizada pela PrograMaria, com quase 700 mulheres, mostra:

  • 89% já foram interrompidas por outra pessoa do time e para 40% isso acontece frequentemente ou sempre;
  • 80% já se sentiram uma fraude no ambiente de trabalho e 91% não eram ouvidas no ambiente de trabalho;
  • 99% já sentiram falta de mais mulheres palestrando nos eventos de tecnologia e 57% têm interesse em palestrar em eventos do setor;
  • 42% se sentem muito ou totalmente estagnadas em suas carreiras e 26% se sentem totalmente estagnadas em sua carreira.

“Esses números levantados pela PrograMaria refletem muito bem tudo aquilo que muitas mulheres sentem no ambiente profissional. Eventos e iniciativas como essas ajudam e incentivam as mulheres que estão na área de tecnologia, ou entrando nela, que é possível chegar onde se quer. Temos capacidade para ser o que quisermos. Não há limites para as nossas conquistas e precisamos confiar cada vez mais nisso. E a tecnologia é apenas uma delas; podemos atuar em qualquer área. A Intel sempre apoiará qualquer evento que enalteça a participação e entrada das mulheres no mercado de trabalho”, declara Gisselle Ruiz Lanza, Diretora Geral da Intel Brasill.


Ouça também: Podcast #60: A importância dos dados na luta contra a violência às mulheres e meninas


O formato da sprint já se provou bem-sucedido. Em maio, PrograMaria e Intel realizaram a Sprint Inteligência Artificial para Devs, que contou com mais de 2.300 pessoas inscritas, de todos os estados brasileiros, e até mesmo brasileiras morando em outros países. “Apostamos na tecnologia para levar conteúdo de qualidade e, especialmente, troca e networking, para mulheres de diferentes regiões. É uma rede que permanece ativa mesmo depois da Sprint”, comenta Iana Chan, CEO e fundadora da PrograMaria.

Programação

A Sprint PrograMaria Confiança e Comunicação será uma jornada online com lives, videoaulas, e artigos abordando três módulos principais:

Eu comigo mesma: Esse módulo será para refletir sobre a relação das mulheres com elas mesmas, entendendo mais sobre os mecanismos que minam a autoconfiança e as consequências disso para a vida;

Eu com o mundo: Servirá para incentivar as mulheres a darem voz às suas histórias e ocuparem seu espaço, com ferramentas para criar narrativas pessoais ou apresentações de trabalho, e lidar com o medo de falar em público.

Eu com as outras pessoas: Nesse módulo serão tratados temas como feedback, comunicação assertiva, comunicação não-violenta, entre outros.

14 de Setembro

No primeiro dia, Bárbara Toledo, gerente de varejo e consumo da Intel, falará sobre a Síndrome da Impostora, padrão de comportamento no qual a pessoa duvida de suas realizações e tem um medo persistente de ser exposto como uma fraude, como incompetente, ao lado de representantes da PrograMaria, Fernanda Wanderley, cientista de dados na Neuralmed, e Eilane Santos , psicóloga clínica.

15 de Setembro

Na terça, os destaques serão “O cruel mecanismo da síndrome da impostora e como isso atrasa as mulheres profissionalmente”, com textos de Nana Soares, jornalista focada em desigualdade de gênero e direitos humanos. Serão debatidos estudos e dados sobre as estruturas que minam a autoconfiança das mulheres e as consequências disso para a vida profissional, além de apresentar práticas e ferramentas que podem ajudar nesse processo.

16 de Setembro

Já no dia 16, o conteúdo será bem diversificado, com depoimentos “Como descobri minhas fortalezas e nutri minha autoconfiança”, com Samile Souza; o workshop “Eu sou incrível porque…”, com facilitações de Ana Luisa Dias, Carolina Prado (Intel), Fabiana Chimenti (Gerente de Preço América Latina da Intel), Joyce Prestes (Content Strategist do Google), Mariana Oliveira (Analytical Lead do Google), entre outras.

17 de Setembro

Na quinta, a programação será bem extensa: “Como demonstrar seu valor”, com Erica Firmo, Communications Manager no LinkedIn; um exercício de narrativas pessoais com Agatha Kim, diretora executiva de estratégia na BETC/Havas; um passo a passo para construir uma boa palestra de tecnologia, por Camila Campos, software engineer na SumUp; “Storytelling: como contar boas histórias”, com Laís Xavier, da Endeavor e “Como fazer palestras incríveis”, com Mariana Godinho, consultora na 2um.

18 de Setembro

No último dia, Ana Peña, Diretora de Comunicação da Intel para a América Latina e Canadá, participará em entrevista sobre “Feedback efetivo: como dar e receber”, na qual serão respondidas questões como: Por que temos dificuldade em dar/receber feedback?; O que perdemos quando temos medo de dar/receber feedback?; Existe fórmula? O que é feedback efetivo?; Como se preparar para dar/receber feedback? e Como lidar quando não há essa cultura na empresa?

Já Gisselle Ruiz Lanza participará do conteúdo “Inspiração” com o tema “Como desenvolvi habilidades interpessoais e me tornei Country Manager da Intel”, contando sobre sua trajetória profissional, como construiu habilidades, suas boas práticas, dicas para as mulheres lidarem com a dificuldade em se comunicar de forma assertiva, entre outros. Outro destaque será a live “Como ter conversas difíceis”, com Mafoane Odara, manager da Avon; e Laura Lemos, product design lead na Vinta Software, com discussão de temas como “Por que é tão difícil ter conversas duras, comunicação não-violenta”, além de um conteúdo sobre “A importância e como desenvolver comunicação assertiva”, por Mariana Godinho.

Deixe uma resposta

Assine nossa newsletter!

Para conferir em primeira mão os conteúdos do InovaSocial em seu e-mail, assine agora nossa newsletter.
Insira o seu e-mail