Ferramenta ajuda estabelecimentos a reduzirem consumo de energia

Ferramenta ajuda estabelecimentos a reduzirem consumo de energia

No momento em que o país executa uma retomada econômica importante, devido às quedas nos números de casos e mortes por coronavírus (e, claro, com o avanço da vacinação da população), um setor que sofreu muito principalmente no início da pandemia vem ganhando mais força para se recuperar: os bares e restaurantes. E o aumento no preço da energia pode ser um obstáculo a mais para os empreendedores nesse momento. Por isso, toda ajuda nessa gestão é bem-vinda.

A SaveE é uma plataforma de eficiência energética, capaz de analisar e traçar um diagnóstico de consumo dos estabelecimentos usuários, gerando um plano de ação imediato na economia da conta de luz. Recentemente, a Ambev, ao lado da Gebras, Schneider Electric e do Pacto Global, da ONU, expandiu a plataforma – que é acessível e gratuita –, para ajudar, além das indústrias, mais de um milhão de bares e restaurantes espalhados pelo Brasil a reduzirem o consumo de energia elétrica em até 15% no momento da retomada mais segura e agora com 100% da capacidade de operação reestabelecida.

Com os bons resultados obtidos com as indústrias, a expansão da iniciativa surge como uma medida de apoio, com resultados comprovados em até três meses, para ajudar pontos de venda a fazerem sua parte contra um possível colapso no sistema energético do país, que enfrenta problemas com a escassez de água.

O objetivo das empresas privadas e do Pacto Global – iniciativa da ONU para engajar organizações na adoção dos dez princípios nas áreas de direitos humanos, trabalho, meio ambiente e anticorrupção – no projeto é fornecer uma ferramenta para empoderar todas as camadas da economia a realizarem a autogestão de seus negócios com foco em economia energética, além de oferecer informações e mais de 500 tipos de conteúdo educativos que possam ajudar a reduzir custos e ter um desempenho mais sustentável.

Os resultados

O projeto piloto da plataforma SaveE começou em 2019 e os resultados apresentados foram promissores. Ao analisar e entender a rotina de consumo de cinco bares e restaurantes em diferentes pontos do país, a Gebras, grupo energia do Brasil, quem liderou o projeto experimental, constatou que ao adotarem 100% do plano de ação da SaveE , os pontos de venda geraram uma economia de mais de 25 mil kWh por ano, evitando a emissão de mais de quatro toneladas de C02 no período de 12 meses. A redução no consumo desses cinco pontos de venda representa o abastecimento de 13 casas com quatro moradores.

“Um dos mantras na indústria para ser competitiva e sustentável é produzir mais com menos. Nesta conjuntura, em que os custos energéticos estão exorbitantes, a plataforma SaveE é uma importante ferramenta nos primeiros passos para a trilhar o caminho da eficiência energética,” detalha Victor Hugo, Gerente de Energia da Abrace.

A plataforma SaveE conta também com um ambiente para indústrias, que foi lançado em 2019 com o objetivo de compartilhar boas práticas e apoiar outras indústrias na jornada para aumentar a eficiência energética e diminuir o consumo de energia elétrica, reduzindo também as emissões de carbono em suas operações.

Interessados em conhecer mais de perto a proposta da Save E podem acessar a plataforma, de forma totalmente gratuita, por meio deste link. Para o cadastro, o usuário deve se atentar ao setor que sua empresa faz parte, já que há uma diferença cadastral entre os módulos propostos. Estabelecimentos como restaurantes, bares, choperias, padarias, mini mercados ou lojas de conveniência fazem parte da categoria “Ponto de Venda”.

Nos últimos 15 anos, a Ambev tem atingido metas de sustentabilidade significativas, como a redução de carbono em mais de 60% de emissões de escopo 1 – até 2025, o objetivo é zerar as emissões do escopo 2. Recentemente, a companhia anunciou a primeira grande cervejaria e maltaria carbono neutro do Brasil. Além disso, a empresa atingiu a meta de eficiência hídrica, com a média de 2,4 litros de água para cada litro de cerveja. Em 2020, o consumo de água foi 4,7% menor do que em 2019.

Para saber mais sobre a SaveE, clique aqui.

__

Créditos: Imagem Destaque – Dragana Gordic / Shutterstock