DaPoda: Projeto brasileiro é um dos vencedores do No Waste Challenge

DaPoda: Projeto brasileiro é um dos vencedores do No Waste Challenge

Em abril de 2021 foram abertas as inscrições para o No Waste Challenge, uma competição global de design promovida pelo What Design Can Do que convidou a comunidade criativa a abordar o enorme impacto do desperdício e do consumismo que causam as mudanças climáticas.

Hoje, os vencedores do desafio foram anunciados e, para a notícia ficar melhor ainda, há uma iniciativa brasileira entre as ideias vencedoras que receberam um prêmio de € 10.000 e passarão por um processo de aceleração com o Impact Hub.

DaPoda: Design Living Lab (FAU USP – Brasil) 

A arborização urbana desempenha um papel fundamental na qualidade de vida e na sustentabilidade das cidades, merecendo esforços no seu planejamento, gestão e expansão. Mas o que acontece com os resíduos da poda e manutenção dessas árvores? Grande parte acaba em aterros ou é utilizada como compostagem e combustível energético – alternativas que não exploram o potencial dessa matéria-prima.

A partir da ideia de que o design pode contribuir para uma circulação mais eficiente da madeira urbana por todos os estratos sociais, o “DaPoda: Design Living Lab” tem como objetivo criar e implementar um projeto piloto que valorize a madeira proveniente da poda de árvores (galhos e supressões de árvores inteiras) da floresta urbana de São Paulo.

Para isso, o primeiro passo foi analisar a quantidade de resíduos e suas diferentes qualidades, buscando possibilidades de fabricação de produtos e componentes utilitários, promovendo novas formas de aproveitamento dessas matérias-primas e integrando-as aos princípios da economia circular.

Os métodos e processos envolvidos na valorização dos resíduos da poda de árvores são sistematizados, de forma que esse conhecimento possa ser transmitido por meio de cursos e oficinas de qualificação profissional, com foco em comunidades vulneráveis, e em colaboração com parceiros externos.

Assim, essas experiências abordam o teste e o desenvolvimento de projetos, produtos e serviços que tragam impactos econômicos, sociais e ambientais de forma estrutural.

Para saber mais sobre o DaPoda, assista ao vídeo incluso ao final desta publicação.

Carbon Tile (Índia)

Uma startup que transforma o carbono recuperado dos resíduos da pirólise de pneus em lindos materiais e produtos arquitetônicos.

Clothing Loop (Holanda)

O projeto Clothing Loop torna mais fácil e divertido compartilhar bolsas de roupas usadas, conectando pessoas em comunidades locais.

Hagamos Composta (México)

O Hagamos Composta usa um serviço de coleta de resíduos orgânicos para reduzir o lixo e emissão de gases de efeito estufa.

LeafyLife (Quênia)

Uma tecnologia única que usa produtos químicos orgânicos benignos para transformar fraldas sujas em combustível e materiais de construção.

Living Coffin (Holanda)

Este é o primeiro “caixão vivo” do mundo: totalmente biodegradável feito de micélio de fungos, que se transforma em composto em 45 dias.

Mapu (Alemanha)

Mapu Preto são sistemas de som ecologicamente corretos feitos à mão, com argila, unindo o artesanato e a tecnologia, por meio da inovação baseada em heranças culturais.

Modern Synthesis (Reino Unido)

Um projeto que usa micróbios para cultivar biomateriais customizáveis ​​e totalmente circulares para a indústria da moda, usando resíduos agrícolas locais, como os de fazendas de maçã.

Nyungu Afrika (Quênia)

Nyungu Afrika tem o objetivo de reduzir a pobreza menstrual com produtos biodegradáveis ​​e de baixo custo, feitos a partir de resíduos de casca de abacaxi e milho.

°Packing Up PFAS (Holanda)

Fluorosurfactantes (ou PFAS) são produtos químicos tóxicos que representam um problema crescente para a saúde humana e para o meio ambiente. Este projeto oferece uma solução de limpeza, por meio de um processo que transforma solo poluído e argila em tijolos cerâmicos limpos.

Project “R” (Japão)

Um centro de reciclagem e “laboratório vivo para a sustentabilidade”, convidando as pessoas a aprender sobre técnicas de design circular e estilos de vida sustentáveis.

RADIAL Biofabrication Platform (México)

Usando a biotecnologia fúngica, a RADIAL transforma resíduos agrícolas em materiais neutros em carbono, substituindo materiais isopor, MDF, bem como couro animal e plástico.

Reparar.org V2.0 (Argentina)

Um diretório online de consertos que facilita a localização de reparadores locais, para promover uma cultura de cuidado e redução de desperdício.

Sustrato (México)

Uma tecnologia única que usa produtos químicos orgânicos benignos para transformar fraldas sujas em combustível e materiais de construção.

Unplastic: Waste is optional! (Holanda)

A Unplastic reutiliza resíduos da indústria alimentícia e cervejeira para produzir materiais de embalagem novos e compostáveis.

Wastewater to green parks (Quênia)

Este projeto transforma águas residuais em uma vegetação exuberante, usando um sistema hidropônico inovador para hospedar plantas macrófitas, que atua como um filtro natural.

Para saber mais sobre o No Waste Challenge e conferir os demais finalistas da competição, clique aqui. A seguir, assista ao vídeo de apresentação da DaPoda (legendas em português disponíveis).

DaPoda: design living lab - What design can doDaPoda: design living lab – What design can do

__

Créditos: Imagem Destaque – Krisana Antharith / Shutterstock