Questtonó Manyone é um dos vencedores do World Changing Ideas 2021

Questtonó Manyone é um dos vencedores do World Changing Ideas 2021

Os vencedores do prêmio World Changing Ideas Awards 2021, da Fast Company, foram anunciados nesta semana, homenageando as empresas, políticas, projetos e conceitos que estão ativamente engajados e profundamente comprometidos com a busca da inovação quando se trata de solucionar problemas de saúde, crises climáticas, injustiça social ou desigualdade econômica.

Agora em seu quinto ano, o World Changing Ideas Awards apresentou 34 vencedores, mais de 400 finalistas e mais de 800 menções honrosas – com Saúde e Bem-Estar, IA e Dados entre as categorias mais populares. Um painel de editores e repórteres importantes da Fast Company selecionou vencedores e finalistas num conjunto de mais de 4.000 inscrições em transporte, educação, alimentação, política, tecnologia, entre outros. Além disso, várias novas categorias foram adicionadas, incluindo Resposta à Pandemia, Desenho Urbano e Arquitetura. Os prêmios de 2021 tiveram inscrições de todo o mundo, do Brasil à Dinamarca e ao Vietnã.

O desafio escolhido pela Questtonó Manyone, consultoria de inovação e design brasileira, para competir na premiação foi o Projeto Roots, feito em parceria com a Ambev desde 2018, e que até o momento lançou novas 5 marcas de cerveja no Brasil. Todas elas são regionais e desenvolvidas a partir de ingredientes com muita oferta no país, como por exemplo o caju e a mandioca. O resultado da iniciativa gerou emprego para os produtores locais e comunidades, estabelecendo todo o processo de fabricação nessas regiões, fomentando a demanda de trabalhadores.

“O projeto Roots vem contribuindo com a jornada de inovação da Ambev e levando para os brasileiros marcas com propósito e produtos de qualidade superior!” conta o CCO da Questtonó Manyone, Leo Massarelli “Conseguimos impulsionar a economia dessas regiões e criar marcas que se conectam com as pessoas e despertam orgulho. Ganhar esse reconhecimento do maior veículo de inovação do mundo só confirma que o trabalho que estamos fazendo orienta empresas para negócios lucrativos e que geram impacto positivo para as pessoas e para o planeta”, completa.

“Não há dúvida de que nossa sociedade e planeta estão enfrentando tempos profundamente preocupantes. Portanto, é importante reconhecer as organizações que estão usando sua engenhosidade, impacto, design, escalabilidade e paixão para resolver esses problemas “, disse Stephanie Mehta, editora-chefe da Fast Company nos EUA. “Nossos jornalistas, sob a liderança do editor sênior Morgan Clendaniel, descobriram alguns dos projetos mais inovadores que foram lançados desde o início de 2020.”

E não é a primeira vez que o Brasil marca presença no prêmio. Em 2020, por exemplo, a Fazenda Futuro venceu na categoria América Latina; e, em 2019, o Área21 foi a única instituição brasileira a receber uma menção honrosa na categoria Educação.

Para conferir o artigo completo sobre o Projeto Roots na Fast Company, clique aqui. E para conhecer os vencedores de todas as categorias do World Changing Ideas, clique aqui.