Kind City: Incentivando a empatia para um futuro baseado na gentileza

Kind City: Incentivando a empatia para um futuro baseado na gentileza

A Lenovo anunciou recentemente o lançamento do projeto Kind City – uma proposta para modificar para sempre os ambientes urbanos e criar futuras cidades baseadas na gentileza. Ao promover a empatia na sociedade, o projeto busca incentivar comunidades mais sólidas e inclusivas, viabilizadas pela tecnologia mais inteligente, e restaurar a gentileza nos locais onde os cidadãos se sentem cada vez mais desconectados.

O Kind City da Lenovo é o maior “censo” público realizado por meio de crowdsourcing para imaginar e ser coautor de um projeto de uma cidade do futuro baseada na gentileza. Sua missão? Dar vida a um futuro mais empático por meio dos insights da pesquisa global, um convite público para participar e um podcast interativo mostrando os moradores da cidade e algumas das mentes mais brilhantes do mundo.

“Acreditamos que o projeto Kind City será o modelo para mapearmos um futuro mais amigável e melhor”, declarou John Gordon, Presidente de Soluções para a Indústria na Lenovo. “A tecnologia pode tornar o futuro mais benigno, inclusivo e equitativo – e o fará. Nas cidades, isso significa fornecer tecnologias mais inteligentes para todos – de diversos perfis socioeconômicos e culturais – inclusive dispositivos e soluções”.

Formação do Kind Council

Reunindo importantes pensadores e especialistas globais nas suas áreas, o projeto Kind City da Lenovo é administrado por um painel de visionários famosos mundialmente, que compõem o “Kind Council” do projeto. Entre eles, o rapper brasileiro Emicida, vencedor do Grammy Latino na categoria Melhor Álbum de Rock ou Música Alternativa em Língua Portuguesa, o designer de moda e filantropo britânico-americano Tan France, Gitanjali Rao – nomeada a Criança do Ano pela revista TIME em 2020, o cientista robótico britânico Dr. Peter Scott-Morgan, a futuróloga alemã OOna Strathern e a escritora e empresária japonesa Ibun Hirahara.

“Falar sobre o futuro se tornou algo incerto nos últimos tempos, ainda mais quando olhamos para o presente e a maneira como vamos sair da pandemia. Então fazer parte do projeto Kind City, ao lado desses outros nomes, é um exercício de imaginar o que queremos para o futuro e como conduzir o presente até esse futuro que projetamos. Enxergar e ensinar a potência que cada pessoa tem em si é um caminho que eu, como ‘Diretor de Empatia’, acredito muito. Começando pelas nossas crianças até os nossos mais velhos”, afirma Emicida.

O grupo colaborou em um podcast interativo para discutir as bases de construção de uma Kind City, como a inclusão, confiança, sustentabilidade, sonhos e oportunidade. Como a base de toda a iniciativa, o podcast também explora conversas poderosas e narrativas incríveis com vozes ouvidas com menos frequência no futurismo. Os ouvintes podem navegar dos espaços de convivência de diversas gerações nos EUA para as mudanças climáticas na China, aos hubs de tecnologia nas comunidades brasileiras, às pesquisas sobre sonhos no Reino Unido e uma moeda da gentileza no Japão.

Esse podcast revelador e interativo incentiva os ouvintes a participarem da discussão, dando-lhes a oportunidade de navegar por uma jornada de áudio personalizada, de acordo com os seus interesses. Mais de 20 histórias, conversas e entrevistas foram gravadas mundo afora, dos Estados Unidos e Alemanha ao Japão e ao Brasil.

O podcast também apresenta Organizações Não Governamentais (ONGs) e parceiros de caridade de todo o mundo, mostrando seus esforços para apoiar os habitantes de suas respectivas cidades. A Lenovo trabalhará diretamente com essas organizações nos próximos meses para identificar as formas mais impactantes de colaboração, desde workshops sobre soluções de tecnologia com especialistas da Lenovo até doações de dispositivos e suporte financeiro.

Nova e Importante Pesquisa Revela a “Lacuna da Generosidade”

O projeto Kind City surge imediatamente após uma pesquisa realizada pela Lenovo que se aprofunda na vida dos moradores das cidades e nas suas perspectivas sobre a qualidade de vida atual nas cidades em que vivem.

O estudo entrevistou mais de 5 mil moradores de cidades por cinco países (Brasil, Alemanha, Japão, Reino Unido, Estados Unidos), e expõe a crescente necessidade da sociedade reavaliar a forma de vivermos juntos nos centros urbanos no pós-pandemia.

O levantamento revelou que as organizações tradicionais e o governo estão deixando a desejar na priorização da generosidade, deixando a cargo dos bairros e comunidades arcar com uma carga desproporcional de responsabilidade.

Essencialmente, existe uma enorme “Lacuna de Generosidade” global nas cidades onde 97% dos entrevistados acreditam na importância das suas comunidades praticarem a gentileza e a empatia, mas apenas 37% sentem que a cidade onde vivem é um lugar gentil para viver ou trabalhar.

Embora o estudo tenha descoberto que os respondentes têm uma impressão um tanto positiva da qualidade de vida nas suas cidades, também estabeleceu uma conexão clara entre a maior gentileza nas suas cidades e muitos benefícios tangíveis, como por exemplo a melhor saúde mental e física, sentimentos de inclusão e orgulho, maior satisfação e flexibilidade, que podem revelar estilos de vida ainda mais felizes. Existe uma oportunidade significativa de melhoria, apesar desses desafios:

  • A maioria dos respondentes (55%) acredita que a qualidade de vida na sua cidade não esteja melhorando ou permaneça igual. Em várias cidades no mundo, a maioria afirma que existe espaço para melhorias nas suas condições gerais de moradia e trabalho.
  • Os moradores das cidades têm ressalvas sobre o quanto as autoridades que os representam consideram a gentileza ao tomar decisões na cidade. Menos de um a cada cinco (17%) acredita que as autoridades realmente consideram a gentileza e a empatia na sua cidade.
  • A maioria dos residentes acredita que a tecnologia será uma solução fundamental (83%) para a promoção e a prática da gentileza nas suas cidades, especialmente no Brasil (88%).

O que a “Lacuna da Generosidade” apresenta é uma abertura real para o setor privado promover e fortalecer a gentileza e a empatia. Mais do que nunca, existe uma urgência de se trabalhar por um futuro mais equitativo – e podemos usar a força da tecnologia para que isso se torne realidade.

Seja um Cidadão da Kind City

A iniciativa apela para que pessoas de todas as profissões e estilos de vida, em todas as grandes cidades, compartilhem a sua visão de como uma cidade mais gentil deveria ser.

A Lenovo convida a todos a compartilharem a sua visão pessoal de uma comunidade empática e inclusiva, tornando-se cidadãos da Kind City. Para isso, basta completar a frase: “O futuro da Kind City será…” no microsite da Lenovo que hospeda o projeto.

Todas as respostas recebidas até o dia 15 de novembro serão selecionadas com a utilização da inteligência artificial e transformadas em 10 princípios básicos, que serão compartilhados mundo afora por meio de várias instalações e iniciativas experimentais.

Become a Citizen of the Kind City of the FutureBecome a Citizen of the Kind City of the Future

__

Créditos: Imagem Destaque – Lucia Romero / Shutterstock