5 episódios de podcasts para se entreter e aprender em menos de 30 minutos

5 episódios de podcasts para se entreter e aprender em menos de 30 minutos

Que tal usar 30 minutos do seu dia para conhecer histórias inspiradoras, aprender sobre a saúde através do tempo ou ouvir uma especialista falar sobre inteligência artificial? Confira nossa seleção especial de podcasts que, em até 30 minutos, irão te entreter e ensinar ao mesmo tempo.

Não Inviabilize

O quadro “Alarme” é uma parceria do podcast Não Inviabilize com o Fundo Brasil de Direitos Humanos e conta histórias de ativistas de direitos humanos que tiveram projetos apoiados pelo Fundo Brasil. episódios já foram publicados e o último episódio da parceria irá ao ar no próximo dia 15 de janeiro. Em Lilia, conhecemos a história da professora Lilia Melo, que teve o rumo da sua vida alterado após chacina no bairro Terra Firme, em Belém, em 04 de novembro de 2014.

História em Meia Hora

“Ser contra a vacina hoje em dia é coisa de maluco, mas no início do século XX, mesmo também estando errado, dá até pra entender por que pensar assim. Separe trinta minutos do seu dia e aprenda com o professor Vítor Soares sobre a Revolta da Vacina.”

Trago Boas Notícias

“Edgard Piccoli conta um pouco da história da filósofa e escritora Djamila Ribeiro. Ela lançou um livro para falar sobre ancestralidade, força feminina e reviver as memórias com a avó Antônia, que faleceu em 1993. Também ouviremos a história da estilista Flavia Aranha e as roupas sustentáveis que ela cria, tingidas com matérias-primas da natureza.”

RESUMIDO

“A importância da inteligência artificial, como o viés algorítmico fere direitos fundamentais, a ética dos nossos dilemas tecnológicos e muitos outros assuntos em uma conversa com a professora e pesquisadora Sandra Ávila.”

Café da Manhã

“A Anvisa aprovou um novo medicamento contra o vírus HIV, causador da Aids. Ele combina duas substâncias em um comprimido só, em mais um avanço significativo no combate à epidemia.

Desde a descoberta dos primeiros casos, em 1981, muita coisa mudou. Embora continue letal se negligenciada –em 2020, 680 mil pessoas ainda morreram de doenças relacionadas à Aids no mundo– a infecção pelo HIV é tratável.

Com o uso correto dos remédios disponíveis hoje, quem convive com o HIV fica com uma carga viral indetectável –isso quer dizer que não dá para identificar o vírus no sangue e nem transmitir para outra pessoa. E, assim, a Aids não chega a se desenvolver.

No Brasil, o programa criado pelo SUS para combater a Aids virou referência no mundo, mas vem sofrendo retrocessos desde que o presidente Jair Bolsonaro assumiu o governo. E o estigma contra as pessoas que vivem com o HIV ainda existe.

Neste episódio, o Café da Manhã conversa com a repórter da Folha Cláudia Colucci sobre as quatro décadas de epidemia de Aids no mundo, o avanço dos tratamentos e como o Brasil combate a doença hoje.”