Na Semana do Meio Ambiente, Embrapa promove série de lives educativas

Em comemoração ao Dia Mundial do Meio Ambiente, celebrado em 5 de junho, a Embrapa preparou lives especiais para estudantes do ensino médio e professores. Uma série de eventos on-line será realizada nos dias 1º, 2, 4 e 7, durante a Semana Nacional do Meio Ambiente, com foco na sustentabilidade da agricultura brasileira. As lives do programa Embrapa & Escola serão transmitidas no canal da empresa no YouTube.

Diversos temas fazem parte da programação, como desperdício de alimentos, solos, controle biológico, florestas, água, uso de proteínas alternativas na alimentação, insetos, aquaponia em escala residencial, Agenda 2030 (ODS), produção de leite, entre outros.

Confira abaixo todos os detalhes da programação e clique no título de cada aula para ser direcionado ao link da live.

1º de junho (terça-feira)

As perdas e o desperdício de alimentos causam impactos negativos no meio ambiente devido a utilização inadequada dos recursos naturais como água, energia, e o uso de insumos agrícolas e da mão de obra, aumentando a emissão de gases de efeito estufa e contribuindo para o aquecimento global. A redução das perdas e do desperdício de alimentos é uma forma de mitigar as mudanças climática.

Foco em noções sobre os solos, as rochas e o bioma Mata Atlântica, com estudos de caso no RJ em dois ambientes naturais. Participação do mediador criativo Fabrício de Martino; do pesquisador da Embrapa Solos Claudio Lucas Capeche; do professor da UFRJ e presidente da Associação Profissional dos Geólogos do Estado do Rio de Janeiro, Renato Rodriguez Cabral Ramos; e da professora da UFRRJ, Karine Bueno Vargas.

A agricultura brasileira tem usado táticas de controle biológico de pragas agrícolas. O controle biológico pode ser definido como o uso de organismos vivos para o controle de um inseto com status de praga. O uso de produtos microbiológicos, à base de baculovírus e a bactéria Bacillus thuringiensis (Bt), representa uma alternativa sustentável para o controle de insetos-pragas na agricultura, uma vez que não apresenta riscos ao ambiente e à saúde humana e animal.

2 de junho (quarta-feira)

O uso da água na produção de alimentos, o conceito de pegada hídrica e a responsabilidade do consumidor para contribuir com o uso sustentável da água são alguns dos temas abordados pelo pesquisador Julio Palhares, da Embrapa Pecuária Sudeste.

Existe algo mais refrescante do que uma água de coco bem geladinha no verão? O consumo crescente da água de coco e a sua industrialização geram uma quantidade considerável de resíduos, incluindo a polpa (albúmen sólido) de coco verde, que representa um problema ambiental, porém, com grande potencial de aproveitamento para o desenvolvimento de insumos e produtos alimentícios.

É preciso entender que os recursos naturais são finitos e temos que aprender a usá-los de forma a preservar o meio ambiente. Os alimentos são essenciais para a vida e as proteínas são nutrientes importantes na nossa alimentação. Classicamente, as proteínas são obtidas a partir de animais. Mais recentemente, tem-se buscado proteínas alternativas, a partir de vegetais, algas e outras fontes de modo a obter diversificação na obtenção desses nutrientes

Live com foco no uso da Aquaponia como ferramenta didáticopedagógica em ambientes de aprendizagem.

4 de junho (sexta-feira)

A live com os pesquisadores da Embrapa Arroz e Feijão, Marta Cristina Corsi de Filippi, Mellissa Ananias Soler da Silva e Murillo Lobo Júnior, vai trazer informações sobre o nosso papel para uma agricultura sustentável e apresentar ações desenvolvidas pela Embrapa que estão alinhadas com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ONU). Público-alvo: alunos e professores do nível médio, sendo extensivo aos demais níveis de ensino.

A live com o pesquisador Marcos Rachwal, da Embrapa Florestas, vai trazer informações sobre o papel e o potencial das florestas na redução dos impactos das mudanças climáticas. Os participantes vão conhecer mais sobre as emissões dos gases de efeito estufa, sua relação com as florestas tanto nativas quanto plantadas, e o que isso tem a ver com o dia-a-dia das pessoas.

7 de junho (segunda-feira)

Abordando o controle biológico como exemplo, será apresentada uma perspectiva ampla sobre a diversidade e importância dos insetos, desmistificando o conceito de que insetos são sempre danosos. Foco na diversidade de papéis ecológicos dos insetos para a sustentação da vida no planeta, incluindo o controle biológico natural e como este modelo de controle natural de populações de organismos na natureza vem sendo usado na agricultura.

Como os ecossistemas se regeneram após o desmatamento e implantação de atividades agrícolas ou degradadoras, e como podemos auxiliar o processo com a restauração ecológica.

Nessa palestra será apresentado um panorama sobre a diversidade de espécies de plantas do Brasil, incluindo aquelas de importância para o homem como os recursos genéticos. Serão abordadas questões sobre a descoberta, documentação e conservação de espécies de plantas.

Nesta live vamos abordar o tratamento dos resíduos da produção de leite e falar como o produtor rural hoje além de cuidar do meio ambiente pode melhorar seu lucro. Vamos falar, também, sobre o projeto dos jovens filhos de produtores de leite que cuidam dos rios na área rural.

Os insetos fazem parte do ambiente e como organismos vivos como os seres humanos necessitam sobreviver e perpetuar na natureza! E para isto precisam de alimento e condições apropriadas no ambiente onde vivem. Existem espécies benéficas que se alimentam das pragas propiciando o equilíbrio na natureza. Tal fenômeno é conhecido como controle biológico natural.

__

Créditos: Imagem Destaque – marcio isensee / Shutterstock

Deixe uma resposta

Assine nossa newsletter!

Para conferir em primeira mão os conteúdos do InovaSocial em seu e-mail, assine agora nossa newsletter.
Insira o seu e-mail