A evolução dos ODS: O relatório 2018 dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável – Parte 1

Em setembro de 2015, líderes mundiais reuniram-se na sede da ONU, em Nova York, e decidiram um plano de ação para erradicar a pobreza, proteger o planeta e garantir que as pessoas alcancem a paz e a prosperidade. Esse plano ficou conhecido como Agenda 2030 e nele foram definidos 17 objetivos de desenvolvimento sustentável, os ODS.

Nos últimos meses, o InovaSocial tem feito uma série de conteúdos mostrando iniciativas e explicando cada um dos objetivos. Para fechar este ciclo de conteúdos, hoje vamos falar sobre o relatório 2018 dos ODS. Apresentado em junho deste ano, o relatório da ONU reúne os progressos mais recentes dos objetivos e mostra onde evoluímos (ou não). Confira alguns itens na lista abaixo:

ODS nº 01: Erradicação da pobreza

No primeiro objetivo da lista já temos uma boa notícia. A proporção de trabalhadores, de todo o mundo, que vivem com suas famílias com menos de U$ 1,90 por dia caiu substancialmente nas últimas duas décadas. O percentual caiu de 26,9% em 2000 para 9,2% em 2017.

Apesar da queda, o ano passado registrou uma das maiores perdas econômicas atribuídas a desastres de grandes proporções. Segundo o estudo, foram perdidos mais de US$ 300 bilhões devido aos três grandes furacões nos EUA e em vários países do Caribe.

Leia também: ODS 01 – 10 tendências tecnológicas que irão impactar a justiça social em 2018

ODS nº 02: Fome zero e agricultura sustentável

Após um declínio prolongado, a fome mundial parece estar em ascensão novamente. Pela primeira vez em mais de uma década, o número de pessoas que passam fome subiu e atingiu 815 milhões em 2016. Segundo o relatório, os conflitos são, atualmente, uma das principais causas que geram a insegurança alimentar em 18 países.

Ainda em 2016, cerca de 26 países apresentaram níveis altos ou moderadamente altos nos preços gerais de alimentos, o que pode ter afetado negativamente a segurança alimentar da população.

Leia também: ODS 02 – O antes, o agora e o depois na luta contra a fome

ODS nº 03: Saúde e bem-estar

A taxa de mortalidade materna diminuiu 37% desde 2000 e, entre 2012 a 2017, quase 80% dos nascidos vivos em todo mundo receberam assistência de profissionais qualificados, um aumento de 18%, quando comparado com o período entre 2000 a 2005. Além disso, a taxa de mortalidade infantil (menores de 5 anos) caiu 47% e a mortalidade neonatal caiu 39%.

Até mesmo em regiões que enfrentam grandes desafios no campo da saúde, o progresso dos últimos anos foi impressionante. Desde 2000, a taxa de mortalidade materna na África subsaariana reduziu em 35% e a taxa de mortalidade infantil caiu 50%.

Leia também: ODS 03 – Conheça 9 projetos com foco na saúde e no bem estar do ser humano

ODS nº 04: Educação de qualidade

Estima-se que 617 milhões de crianças e adolescentes em idade escolar (aproximadamente 58% desse grupo etário) ainda não estão atingindo a proficiência mínima em leitura e matemática. Caso queira ver os números brasileiros, o Inova reuniu os últimos números do Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb) neste link.

Apesar do grande número, a taxa de participação na educação infantil e primária cresceu. Em 2016, cerca atingimos 70% no mundo todo, aumento de 7% em relação a 2010. As taxas mais baixas ainda são encontradas na África subsaariana (41%) e no norte da África e na Ásia Ocidental (52%).

Leia também: ODS 04 – Documentários que vão abrir seus olhos para problemas educacionais que precisam ser resolvidos ao redor do mundo

ODS nº 05: Igualdade de gênero

Empoderar as mulheres requer abordar questões estruturais da sociedade, bem como, desenvolver iniciativas que promovem a igualdade entre mulheres. No entanto, costumes arcaicos continuam em diversas regiões. Segundo o estudo da ONU, em 2017, cerca de 30% das meninas com idades entre 15 e 19 anos foram submetida à mutilação genital nos 30 países onde a prática está concentrada. Em 2000, esse percentual era de 50%. Além disso, as taxas de casamento de crianças continuaram a cair em todo o mundo. No sul da Ásia, o risco de uma menina casar caiu mais de 40% entre 2000 e 2017.

Leia também: ODS 05 – TED Talks sobre igualdade de gênero que vão mudar a forma como você vê essa questão

___

Gostou do texto e quer fazer parte da nossa comunidade? Envie uma sugestão de pauta, um texto autoral ou críticas sobre o conteúdo para contato@inovasocial.com.br.

Receba conteúdo exclusivo

Para não perder os próximos conteúdos do InovaSocial e receber materiais exclusivo em seu e-mail, assine agora a nossa newsletter.
Insira o seu e-mail