Saildrone cruza oceanos para ajudar no combate às mudanças climáticas

Uma empresa norte-americana com sede na Califórnia chamada Saildrone desenvolveu mais de 100 drones flutuantes equipados com inteligência artificial que irão navegar pelos oceanos e coletar dados que poderão ajudar na luta contra as mudanças climáticas. Com o visual de um “caiaque futurista”, os drones são equipados com uma série de sensores de dados, sistemas de radar e câmeras de alta resolução para mapear o fundo do oceano e monitorar informações como correntes oceânicas, velocidades do vento e populações de vida marinha, acompanhando as mudanças que estão acontecendo em nosso planeta agora.

A Saildrone é o maior coletor mundial de dados “in situ” relacionados ao oceano por meio de veículos não tripulados, acima e abaixo da superfície do mar. Com cerca de 7 metros de comprimento, o drone possui uma vela com painéis solares (eles são movidos a energia solar e empurrados pelo vento). Equipado com vários sensores, radares e câmeras de alto desempenho, o drone é capaz de rastrear fatores como correntes oceânicas, velocidades do vento, radiação solar, temperatura do mar e do ar, umidade relativa e emissões de dióxido de carbono e, em seguida, enviá-los de volta para a sede da empresa via satélite.

Para que possa navegar por conta própria e realizar missões em qualquer lugar do mundo,  sem reabastecimento ou necessidade de assistência humana por meses, o drone é equipado com inteligência artificial. Ele possui a capacidade de viajar por ambientes hostis como o Ártico de forma segura e são ecologicamente corretos, gerando baixa ou nenhuma pegada de carbono ou operações de impacto ambiental. E tudo por um custo muito menor do que as abordagens tradicionais.

Nos últimos oito anos, a Saildrone tem usado embarcações autônomas para informar os cientistas sobre assuntos como meteorologia, oceanografia e mudanças climáticas. A empresa também se concentra na medição das emissões antropogênicas de CO2 (emissões criadas pelo homem, como indústrias, carros e criação de gado, entre outras), bem como na sua redistribuição entre a atmosfera, o oceano e a Terra. Mas, além disso, as características de alta tecnologia e múltiplas habilidades de seus drones também são empregadas para promover a Consciência Situacional Marítima (CSM), uma compreensão efetiva de assuntos associados à segurança e proteção do domínio marítimo global, incluindo pesca ilegal, repressão às drogas e intrusão em santuários marinhos protegidos.

Para saber mais, confira o vídeo a seguir.

Deixe uma resposta

Assine nossa newsletter!

Para conferir em primeira mão os conteúdos do InovaSocial em seu e-mail, assine agora nossa newsletter.
Insira o seu e-mail