Em Hong Kong, vending machines irão fornecer máscaras de proteção gratuitamente

Nas novas vending machines que serão instaladas em breve nos bairros de Hong Kong, os moradores de baixa renda poderão adquirir, gratuitamente, conjuntos de máscaras que poderão protegê-las do COVID-19. Segundo Adrian Cheng, CEO de desenvolvimento e investimentos da New World Development, o objetivo dessa ação é facilitar o acesso aos itens de proteção por famílias de baixa renda e cidadãos em situação de vulnerabilidade social.

No início de 2020, a New World Development trabalhou na fabricação de máscaras no início do ano e agora está atuando em parceria com organizações sem fins lucrativos para instalar 35 novas vending machines em toda a cidade.

Embora Hong Kong tenha conseguido conter o novo coronavírus no início do ano, em março a cidade precisou lidar com uma segunda onda de contágio relacionada a moradores voltaram de outras partes do mundo.

“Embora seja preocupante ver o retorno do vírus, estamos colocando em prática os principais aprendizados de nossa primeira luta, em um esforço para conter proativamente esses novos casos e evitar outro surto generalizado”, diz Adrian Cheng. Hong Kong fechou temporariamente suas fronteiras para não residentes e, além de usar técnicas como distanciamento social e mapeamento de contágio, os moradores também usam máscaras.

As máscaras tornaram-se escassas e caras em Hong Kong, o que tornou impossível para muitas famílias obter equipamentos de segurança limpos, confiáveis eficazes. Mesmo que um cidadão tenha a sorte de conseguir comprar máscaras para uso próprio e para sua família, a qualidade das máscaras atualmente disponíveis no mercado também é uma grande preocupação para muitos honcongueses, por terem seus materiais e origem desconhecidos.

A New World Development possui duas linhas de produção de máscaras, que entrarão em operação em meados de abril, produzindo máscaras de nível médico que filtram 98% das partículas. As máscaras também serão distribuídas para outras comunidades carentes em todo o mundo.

Atualmente, a empresa tem  parceria com oito organizações sem fins lucrativos locais, incluindo a Associação de Clubes de Meninos e Meninas de Hong Kong e o Exército da Salvação, que distribuirão cartões inteligentes aos moradores de baixa renda e em situação de risco, que poderão ser usados para obter as máscaras nas vending machines. Cada cidadão poderá adquirir um conjunto de cinco máscaras gratuitas por semana, durante um período de 10 semanas.

“Ao fornecer um suprimento consistente de máscaras de proteção através das vending machines, podemos garantir um processo de distribuição higiênico e sem contato, com menos riscos à saúde do que as práticas de fornecimento padrão”, diz Cheng. “Ao mesmo tempo, aproveitando a tecnologia de código QR para identificar e validar famílias e comunidades pré-registradas que são especialmente vulneráveis ao vírus, essas máquinas nos permitem levar o produto com eficiência às mãos de quem mais precisa, sem que essas pessoas precisem esperar em filas e, assim, limitar drasticamente o risco de exposição ao vírus.”

Assine nossa newsletter!

Para conferir em primeira mão os conteúdos do InovaSocial em seu e-mail, assine agora nossa newsletter.
Insira o seu e-mail