Empresa brasileira cria aparelho celular com botão SOS para idosos

A indústria de smartphones é uma das que mais sofrem com a velocidade das novidades. Praticamente a cada quinzena, o mercado vê um novo modelo sendo lançado, com funcionalidades novas e tecnologia de ponta, no entanto, existe um público que só quer o celular para fazer (e receber) ligações. Na grande maioria, são idosos que não se adaptam com touchscreen ou tem alguma deficiência visual por causa da idade.

A DL, uma empresa brasileira com sede em Santa Rita do Sapucaí, em Minas Gerais, desenvolveu os modelos YC-110 e YC-130, aparelhos celulares que fazem o básico e mais um pouco. Com teclas grandes (sim, nada de touchscreen por aqui), dual chip, bateria de longa duração, rádio FM, lanterna e câmera, os grandes destaques dos aparelhos estão no botão de SOS na parte traseira.

Quando acionado, ele emite um alarme de emergência e, em seguida, envia mensagens para números pré-cadastrados pelo usuário. Já para o uso do dia a dia, o aparelho ajuda aqueles com dificuldades de visão, pois possui um som de voz que diz qual número foi digitado. Confesso que senti falta de um GPS, mas talvez isso explique o preço final do aparelho, algo em torno de R$ 150 em grandes varejistas como Americanas.com e Casas Bahia.

Dois pontos chamam atenção no YC-110 e Y-130. Ao contrário dos wearables atuais (que mapeiam batimentos cardíacos e mostram a localização das pessoas que usam), os celulares da DL, não são tão “invasivos” na vida dos idosos. O botão SOS está ali e pode ser usado a qualquer momento, além dos aparelhos parecerem bem resistentes à quedas. O segundo ponto, eles são nacionais. Criados por uma empresa brasileira, o que torna os valores bem acessíveis para todos. Só faltou um WhatsApp, para fazer parte do grupo da família.

___
Gostou do texto e quer fazer parte da nossa comunidade? Mande uma sugestão de pauta, um texto autoral ou críticas sobre o conteúdo para [email protected]

Assine nossa newsletter!

Para conferir em primeira mão os conteúdos do InovaSocial em seu e-mail, assine agora nossa newsletter.
Insira o seu e-mail