Programa de Aceleração irá fomentar a inovação social no setor público

Programa de Aceleração irá fomentar a inovação social no setor público

O IdeiaGov, hub de inovação do Governo do Estado de São Paulo, anunciou recentemente a 1ª edição do Programa de Aceleração, que tem como objetivo fomentar a inovação social, por meio do apoio direto a negócios de impacto que ajudem a cocriar uma nova realidade a partir da colaboração e do trabalho em rede, entendendo do potencial das parcerias com atores dos múltiplos setores, com especial ênfase no setor público.

Para conseguir alcançar os objetivos propostos, o IdeiaGov está em busca de organizações de todo o Brasil que tenham soluções inovadoras e escaláveis que se proponham, diretamente, a resolver um problema social ou ambiental urgente e latente devido aos efeitos da pandemia da COVID-19 e que beneficiem as populações pertencentes à base da pirâmide social. Além disso, a solução deve estar alinhada diretamente a um ou mais Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, que foram definidos pela ONU para a Agenda 2030.

O edital irá selecionar 15 negócios de impacto de qualquer lugar do Brasil, e os participantes vinculados às organizações ganhadoras poderão participar do Programa de Aceleração do IdeiaGov ao longo de 3 meses, de maio a julho de 2021. “Todas as atividades serão online, repassadas por meio de webinars, mentorias coletivas, oficinas práticas e mentorias individuais com a Rede de Mentores da Comunidade Impact Hub e com servidores públicos. Ao todo, serão, pelo menos, 36 horas de atividades, além da banca final, para os quais os participantes devem dispor de 3 a 7 horas por semana de dedicação ao Programa, para acelerar o seu potencial de colaboração e entender os mecanismos disponíveis para ampliar ainda mais o seu impacto”, explica Priscila Sant’Anna, coordenadora do Programa.

Para participar do Programa de Aceleração IdeiaGov, os negócios de impacto que quiserem se inscrever deverão estar formalizados e serem organizações com fins lucrativos. É necessário que as organizações inscrevam pelo menos dois empreendedores, sendo um deles sócio da empresa com dedicação em tempo integral à iniciativa.

“Para ser um negócio de impacto, as organizações precisam ter como missão a solução de um problema social e gerar receita ou ter potencial de fazer por meio de uma iniciativa com modelo de negócio que vise a sustentabilidade financeira”, esclarece Priscila.

A inscrição e a participação no programa são gratuitas a todos os participantes. Ela deverá ser feita através do site do IdeiaGov, onde o participante responsável deve preencher um formulário no período de 1 de março até a data limite de 29 de março de 2021, às 18h00, horário de Brasília.

Entre os critérios a serem analisados, está o potencial de impacto social, seu diferencial e inovação, o potencial de escalabilidade e replicabilidade da solução apresentada, modelo de negócios da empresa e questões referentes ao time, sua diversidade e conhecimentos.

Para ler o edital completo, obter mais informações e inscrever seu negócio de impacto, clique aqui.

__

Créditos: Imagem Destaque – REDPIXEL.PL / Shutterstock