Ford testa tecnologia para abrir “corredor de emergência” no trânsito

A Ford, em parceria com a Vodafone, está testando (em Dusseldorf, na Alemanha) uma nova tecnologia de veículos conectados que alerta os motoristas quando há um acidente à frente, momentos depois dele acontecer. O sistema também pode avisar quando os veículos de emergência estão chegando e para que lado da pista os carros devem desviar para dar passagem – confira no vídeo ao final deste post.

O sistema é projetado para os carros de bombeiros, polícia e ambulâncias chegarem mais rápido ao seu destino, criando um corredor de emergência. Ele faz parte do projeto de mobilidade chamado KoMoD, que conta com um fundo de € 15 milhões para testes de novas tecnologias de carros autônomos e conectados.

ford-corredor-de-emergencia-transito-01

Para as vítimas de um acidente de trânsito, a agilidade no atendimento pode significar a vida ou a morte – segundo os especialistas, o índice de sobrevivência pode aumentar até 40% se ele for feito apenas 4 minutos mais rápido.

“A direção autônoma e conectada é uma das principais tecnologias do futuro. A Ford tem uma longa história no desenvolvimento da comunicação de veículos com a infraestrutura de trânsito e entre veículos, que pode contribuir para melhorar a segurança e a eficiência viária em todo o mundo,” diz Gunnar Herrmann, CEO da Ford na Alemanha. “Os testes em Dusseldorf trarão dados decisivos para avançarmos ainda mais nessa área, junto com a Vodafone e outras empresas parceiras.”

A tecnologia inclui um botão SOS no carro, o “eCall”, que permite chamar automaticamente os serviços de emergência em caso de acidente. Quando todos os veículos estiverem conectados por redes móveis e modems, ele terá ainda a função “eCall Plus” para comunicar o acidente aos motoristas localizados a até 500 metros. Os veículos de emergência também vão gerar o mesmo tipo de aviso e terão telas para orientar os motoristas a formar o corredor de emergência.

ford-corredor-de-emergencia-transito-02

Nas vias de duas pistas, os corredores de emergência são criados no meio delas, com os motoristas desviando para os lados. Onde há mais de duas pistas, o corredor deve ser formado entre a pista da extrema direita e a do lado (ou ao contrário, em países que têm a direção do lado direito).

Porém, mesmo em países onde essa regra já é lei, muitos não a seguem. Uma pesquisa na Alemanha mostrou que quase metade dos motoristas não sabe como formar um corredor de emergência.

A nova tecnologia complementa outro recurso, o Aviso de Veículo de Emergência, que a Ford também está testando no KoMoD. Com ele, a ambulância, carro de bombeiros e de polícia informam diretamente aos motoristas próximos a sua localização e distância, o que ajuda principalmente em cruzamentos, onde os motoristas não sabem direito de onde vem a sirene.

“A revolução digital está trazendo avanços que podem ajudar a salvar vidas em nossas estradas,” diz Hannes Ametsreiter, CEO da Vodafone Alemanha. “Quando os carros se comunicam entre si, as equipes de resgate encontram caminho aberto para levar ajuda no momento certo.”

A Ford também vai testar no KoMoD outras tecnologias que mostram o potencial dos veículos conectados, como o Sistema de Assistência para Semáforos, que mostra a programação dos sinais à frente.

___

Gostou do texto e quer fazer parte da nossa comunidade? Envie uma sugestão de pauta, um texto autoral ou críticas sobre o conteúdo para contato@inovasocial.com.br.

Um comentário

Comentários estão desativados.

Receba conteúdo exclusivo

Para não perder os próximos conteúdos do InovaSocial e receber materiais exclusivo em seu e-mail, assine agora a nossa newsletter.
Insira o seu e-mail