Como vai ser o fast food do futuro?

Hot dogs feitos de spirulina. Hambúrgueres feitos de insetos. Sorvete feito de salada. Seria esse o futuro do fast food?

comida-futuro-ikea-space10-inovasocial-02

Trabalhando para criar um novo menu para os restaurantes da IKEA, o SPACE10, um laboratório que desenvolve ideias para a vida dos seres humanos no futuro, reinventou os clássicos do fast food com ingredientes sustentáveis, ecológicos e saudáveis. O menu foi apresentado no perfil do Medium do SPACE10 e o objetivo do projeto é fazer com que as pessoas pensem em consumir ingredientes que elas nunca provaram antes.

Dogless Hot Dog é um cachorro quente vegetariano composto por um pão feito com spirulina, que, segundo a equipe que o desenvolveu, possui mais betacaroteno do que a cenoura, mais clorofila que a grama de trigo e 50 vezes mais ferro que o espinafre. Além disso, ele também tem mais proteína que um hot dog tradicional.

Bug Burger é o próximo item do cardápio, com hambúrguer feito de beterraba, mandioquinha, batata e larvas de farinha. Sem frango, carne de vaca ou porco. O hambúrguer ainda é coberto com ketchup de beterraba e groselha preta, cebolinha e um mix verduras hidropônicas.

comida-futuro-ikea-space10-inovasocial-11

Já a Neatball é uma nova versão das almôndegas que já são servidas nos restaurantes da IKEA, e vem em dois tipos: uma feito com larvas de farinha (a mesma do hambúrguer) e outra com raízes, como a beterraba e a cenoura. Ela foi desenvolvida para incentivar pessoas a reduzir seu consumo de carne, usando produtos locais e experimentando proteínas diferentes.

Essa não é a primeira vez que o SPACE10 brinca com o cardápio da IKEA. Há alguns anos, o laboratório criou o que apelidaram de “Almôndega do Amanhã”, que usava insetos, algas e carne cultivada em laboratório.

E agora, que tal uma sobremesa? O mix de folhas hidropônicas também foi usado para criar um novo tipo de sorvete. Você pode escolher seu sabor de funcho, coentro, manjericão e hortelã ou misturar todos. Sua composição leva apenas 60 gramas de açúcar para cada porção de 600 gramas – suco de maçã e limão também foram adicionados à mistura para adoçar o sorvete.

Além disso, também foi desenvolvido um picolé usando ervas hidropônicas, como coentro e azeda.

Todos os cinco itens ainda estão sendo trabalhados na cozinha de testes do SPACE10 e não devem compôr o cardápio dos restaurantes da IKEA pelo mundo… Por enquanto.

Para conhecer todos os itens desenvolvidos, confira as imagens abaixo:

comida-futuro-ikea-space10-inovasocial-12
comida-futuro-ikea-space10-inovasocial-10
comida-futuro-ikea-space10-inovasocial-09
comida-futuro-ikea-space10-inovasocial-15
comida-futuro-ikea-space10-inovasocial-16
comida-futuro-ikea-space10-inovasocial-06
comida-futuro-ikea-space10-inovasocial-08
comida-futuro-ikea-space10-inovasocial-03
comida-futuro-ikea-space10-inovasocial-07
comida-futuro-ikea-space10-inovasocial-05
comida-futuro-ikea-space10-inovasocial-04

___

Gostou do texto e quer fazer parte da nossa comunidade? Envie uma sugestão de pauta, um texto autoral ou críticas sobre o conteúdo para contato@inovasocial.com.br

Receba conteúdo exclusivo

Para não perder os próximos conteúdos do InovaSocial e receber materiais exclusivo em seu e-mail, assine agora a nossa newsletter.
Insira o seu e-mail