Hand Talk: Não queremos a sua ajuda #EuErrei

Existem mais de 360 milhões de deficientes auditivos no mundo e 9,7 milhões deles estão no Brasil. Cerca de 80% dos surdos têm dificuldade em ler e escrever a língua escrita de seu país, pois a experiência de comunicação dessas pessoas é extremamente visual, dessa forma a maioria das pessoas surdas depende exclusivamente da Língua de Sinais para se comunicar e obter acesso a informação.

Fundada em 2012, a Hand Talk realiza tradução digital e automática para a Língua Brasileira de Sinais, por meio de um Tradutor de Sites , que traz acessibilidade digital em Libras para a comunidade surda; e um aplicativo, que quebra a barreira de comunicação que há entre ela e os ouvintes. As soluções buscam democratizar o acesso à informação e à comunicação, sendo complementares ao trabalho dos intérpretes de Libras.

A empresa, premiada internacionalmente e referência no segmento, é comandada por um simpático intérprete virtual, o Hugo, um personagem 3D que torna a comunicação interativa e de fácil compreensão.

Apesar de trazer uma solução inédita e inovadora, a Hand Talk não atraiu dinheiro logo de cara. No nono episódio da série Eu Errei, idealizada pelo Portal Aupa e o Instituto Sabin, que mostra erros e ensinamentos vivenciados por empreendedores sociais, Ronaldo Tenório (CEO e fundador da empresa) conta que, no princípio, o jeito de sustentar o aplicativo rodando gratuitamente foi o de buscar empresas para que elas contratassem o serviço do tradutor. Em um primeiro momento, o foco foi chegar a negócios de pequeno e médio portes em modelos de assinatura mensal. Porém não demorou para entender que essas empresas não sentiam a dor de ter que alcançar surdos e nem tinham verba.

Para saber qual a solução encontrada por Ronaldo Tenório para fazer a Hand Talk alçar voos mais altos, confira a matéria completa no site do Eu Errei e assista ao vídeo abaixo:

___

Gostou do texto e quer fazer parte da nossa comunidade? Envie uma sugestão de pauta, um texto autoral ou críticas sobre o conteúdo para contato@inovasocial.com.br.

Receba conteúdo exclusivo

Para não perder os próximos conteúdos do InovaSocial e receber materiais exclusivo em seu e-mail, assine agora a nossa newsletter.
Insira o seu e-mail