É urgente: Precisamos conversar sobre saúde mental e depressão

Na semana passada, o mundo perdeu o chef de cozinha Anthony Bourdain e a designer de moda Kate Spade para o suicídio. As notícias a respeito das perdas dessas duas figuras muito presentes na cultura pop atual (nos EUA e no mundo), gerou uma comoção que se transformou em conversas muito significantes sobre saúde mental e auto-agressão, mostrando a todos que é fundamental lembrar que essas trocas de experiência e opiniões têm um grande potencial de quebrar preconceitos e fazer com que pessoas busquem ajuda para resolver esse problema que, infelizmente, está cada vez mais presente em nossa sociedade atual.

O suicídio é uma das principais causas de morte nos EUA e a segunda no Reino Unido. No Brasil, essa é a terceira causa de morte entre os jovens. Os números não negam: é urgente a necessidade de conversarmos sobre saúde mental, depressão e suicídio.

E o primeiro passo para abrirmos esse diálogo muitas vezes pode acontecer através da experiência de outra pessoa. Por que, apesar dos números alarmantes, o mundo ainda conta com uma série de sobreviventes e profissionais focados em saúde mental que têm muito a compartilhar e ensinar. Hoje, reserve alguns minutos de seu dia para aprender um pouco mais sobre o assunto, com nossa seleção de TED Talks sobre saúde mental:

  • Andrew Solomon: Depressão, o segredo que compartilhamos

“O oposto de depressão não é felicidade, e sim vitalidade, e ela parecia fugir de mim naquele momento.” Em uma palestra tão eloquente quanto devastadora, o escritor Andrew Solomon nos leva aos cantos mais escuros de sua mente, nos anos em que lutou contra a depressão. Isso o levou a uma reveladora jornada pelo mundo, entrevistando pessoas com depressão, descobrindo, para sua surpresa, que quanto mais ele falava, mais as pessoas queriam contar suas histórias.


  • Sangu Delle: Não tenha vergonha de cuidar da sua saúde mental

Quando o estresse foi forte demais para o empreendedor Sangu Delle, ele teve que confrontar seu próprio preconceito de que os homens não devem cuidar de sua saúde mental. Em uma palestra pessoal, Delle compartilha como ele aprendeu a lidar com a ansiedade em uma sociedade que se sente desconfortável com emoções. Como ele disse: “Ser honesto sobre como nos sentimos não nos torna fracos; nos torna humanos”.


  • Emily Esfahani Smith: A vida é mais do que ser feliz

Nossa cultura é obcecada pela felicidade. Mas e se houver um caminho mais gratificante? A felicidade vai e vem, diz a escritora Emily Esfahani Smith, mas uma vida com sentido – servir algo além de nós mesmos e desenvolver o melhor dentro de nós – nos dá algo em que nos apoiarmos. Saiba mais sobre a diferença entre ser feliz e dar sentido à vida com Smith, que nesta palestra aborda os quatro pilares de uma vida com sentido.


  • Adam Alter: Por que nossas telinhas nos fazem menos felizes?

O que nossas telinhas e dispositivos estão fazendo conosco? O psicólogo Adam Alter estuda quanto tempo as telas nos roubam e como isso passa despercebido. Ele nos diz por que todo esse tempo que passamos encarando nossos smartphones, tablets ou computadores pode nos deixar cada vez mais infelizes — e o que podemos fazer para mudar isso.


  • Nikki Webber Allen: Não sofra sua depressão em silêncio

Ter sentimentos não é sinal de fraqueza – eles nos fazem humanos, diz a produtora e ativista Nikki Webber Allen. Mesmo depois de ser diagnosticada com ansiedade e depressão, Webber Allen sentiu muita vergonha de contar para as pessoas, mantendo em segredo sua condição, até que uma tragédia familiar revelou como outras pessoas próximas dela também estavam sofrendo. Nesta importante palestra sobre saúde mental, ela fala abertamente de suas dificuldades – e por que comunidades de cor têm de se desfazer do estigma que interpreta a depressão, erroneamente, como uma fraqueza e impede os que sofrem de conseguir ajuda.


  • Kevin Briggs: A ponte entre o suicídio e a vida

Por muitos anos, o sargento Kevin Briggs teve um trabalho obscuro, incomum e às vezes, estranhamente gratificante: Ele patrulhava a ponta sul da Ponte Golden Gate em São Francisco, um lugar popular para tentativas de suicídio. Numa palestra preocupante e profundamente pessoal, Briggs compartilha histórias daqueles com quem ele já falou – e escutou – sobre estar à beira da vida. Ele dá um conselho poderoso para aqueles que têm pessoas amadas que podem estar contemplando o suicídio.

___
Gostou da playlist e quer fazer parte da nossa comunidade? Envie uma sugestão de pauta, um texto autoral ou críticas sobre o conteúdo para contato@inovasocial.com.br

Receba conteúdo exclusivo

Para não perder os próximos conteúdos do InovaSocial e receber materiais exclusivo em seu e-mail, assine agora a nossa newsletter.
Insira o seu e-mail