Eleições 2018: Conheça a Sala de Democracia Digital – #Observa2018

Hoje, às 22h, acontece o primeiro debate das eleições 2018. Transmitido pela Band e dividido em cinco blocos, apenas 8 candidatos à presidência da república participarão (o vídeo abaixo, do Jornal da Band, explica como o debate será dividido e os participantes). Apesar da dedicação dos candidatos nas redes sociais, segundo o CNI/Ibope, a televisão ainda é o principal meio de comunicação usado pelos eleitores para se informarem e escolherem os seus candidatos. De acordo com a pesquisa, cerca de 62% dos entrevistados utilizam a TV e 42% utilizam a internet. Por isso os debates televisivos ainda são tão importantes.

No entanto, definidas as coligações, muitos ficaram com tempo de tv bem reduzido. É o caso de candidatos como Alvaro Dias (Pode, PSC, PRP e PTC), Ciro Gomes (PDT e Avante) e Marina Silva (Rede e PV) que ficaram com menos de um minuto cada. Enquanto Alvaro Dias e Ciro possuem 33 segundos cada um, Marina Silva conquistou apenas 16 segundos. Com isso, os partidos estão direcionando suas campanhas para os meios digitais.

Apesar de não ser a primeira vez em que vemos uma campanha eleitoral focando em mídias digitais, o meio ganhou destaque e atenção especial este ano devido ao grande combate contra as fakes news e possíveis manipulações de eleições por meio de bots e grupos hackers. Foi pensando nisso que a Diretoria de Análise de Políticas Públicas da Fundação Getulio Vargas (FGV/DAPP) lançou no fim de julho a Sala de Democracia Digital – #Observa2018, um projeto de monitoramento do debate político nas redes sociais com análises diárias sobre as discussões políticas, além de funcionar como um observatório da presença de perfis automatizados (bots) e notícias falsas.

Eu arrisco em dizer que o hotsite do projeto é uma leitura obrigatória quase que diária para todos os brasileiros. Além de reunir dados e informações para deixar o processo eleitoral mais transparente, a Sala de Democracia Digital também chama atenção para um dos panoramas analisados: A civilidade no Twitter. Esse item visa analisar os discursos que atingem as minorias e temas polêmicos, como homofobia, machismo, racismo, ofensas, regionalismo e xenofobia.

___

Gostou do texto e quer fazer parte da nossa comunidade? Envie uma sugestão de pauta, um texto autoral ou críticas sobre o conteúdo para contato@inovasocial.com.br

Receba conteúdo exclusivo

Para não perder os próximos conteúdos do InovaSocial e receber materiais exclusivo em seu e-mail, assine agora a nossa newsletter.
Insira o seu e-mail