Havaí pretende ser um Estado 100% verde em 2045

Parece utopia, mas o governo do Havaí pretende transformar toda a sua frota de carros em veículos elétricos até 2045. O trabalho não será algo fácil, afinal, calcula-se que apenas 5 mil dos um milhão de carros atuais são elétricos. Ao contrário de outras regiões do planeta, que decidiram focar em energias renováveis à conta-gotas, o Havaí é um dos principais líderes no assunto e as energias renováveis já eram um objetivo para o Estado americano, mas agora a ideia é estender para o setor de transporte. Mas existem detalhes que merecem reflexões.

Ao contrário do projeto de energia renováveis do Estado, onde os serviços públicos serão multados caso não cumpram o prazo, os veículos elétricos são apenas uma proposta, ou seja, se não for cumprido, tudo bem. “Ninguém quer intervir e forçar as pessoas a se livrarem dos carros “, afirma o deputado estadual Chris Lee, presidente da Comissão de Energia e Meio Ambiente. Isso é o que podemos chamar de “meia verdade”.

nossa capacidade de alcançar o ojetivo vai realmente depender do que vai acontecer na indústria automotiva

Segundo Hugh Baker, diretor da HD Baker & Co., empresa de consultoria em energia, “nossa capacidade de alcançar o ojetivo vai realmente depender do que vai acontecer na indústria automotiva”. Ele ainda completa, “o mercado no Havaí não é grande o suficiente por si só para mover toda a indústria”. Eis o ponto que queria chegar. O projeto havaiano ainda não foi aprovado, mas caso siga em frente, sem dúvidas, necessitará de financiamento por parte do governo.

Assim como ocorreu na cidade de São Paulo (de forma bem discreta, se comparado com o Havaí), os veículos elétricos e híbridos possuem benefícios no imposto veicular e liberação no rodízio, o Estado americano terá que abrir mão de alguns impostos ou criar incentivos para que a indústria se sinta à vontade em investir nos carros elétricos. É claro que nos EUA existe um fator que pode apimentar a indústria de carros elétricos. O fator “Elon Musk”, o bilionário sul-africano e dono da Tesla que promete colocar em operação a sua Gigafactory até 2018, que produzirá anualmente 35 gigawatts-hora em baterias.

Será que Elon Musk e Havaí iniciarão uma revolução na indústria? A torcida é sempre em prol do meio ambiente, mas o Estado americano ainda tem um desafio muito maior do que a frota de carros elétricos. Cerca de um quarto dos 36 milhões de barris de petróleo que o Havaí importou em 2015 foi utilizado para a aviação comercial. É, parece que 2045 é uma meta muito curta para revoluções.

Receba conteúdo exclusivo

Para não perder os próximos conteúdos do InovaSocial e receber materiais exclusivo em seu e-mail, assine agora a nossa newsletter.
Insira o seu e-mail