Burnout: Como prevenir?

A essa altura, você provavelmente já ouviu falar ou leu algo sobre “burnout“. No InovaSocial, já abordamos esse tema em diversos textos e em nosso podcast, mas esse ainda é um assunto que pode render conversas importantes e muitas reflexões.

No Brasil, o burnout é também conhecido como Síndrome do Esgotamento Profissional. De acordo com uma pesquisa realizada pelo ISMA-BR em 2018, 72% da população brasileira sofre alguma relacionada ao estresse. Entre essas pessoas, 32% têm a Síndrome do Esgotamento Profissional.


Leia mais: “4 sinais de que você talvez precise de um descanso mental”


Segundo Emma Donovan, psicoterapeuta norte-americana que trabalha com jovens profissionais, o próprio burnout não é a doença. “É a febre dizendo que algo está errado – que você passou do seu limite há muito tempo, foi longe demais, rápido demais Para evitar e reverter isso, é importante reduzir o estresse e criar limites.”

Hoje, você confere o conteúdo da InovaNews #58, que poderá te ajudar a encontrar formas de prevenir o burnoutsegundo especialistas.

Os assinantes da newsletter recebem em primeira mão um conteúdo do InovaSocial semanalmente (para se inscrever, clique aqui – é gratuito!).

Entenda a importância do autocuidado

dicas-como-prevenir-burnout-inovasocial-inovacao-social-06

O que você considera como “autocuidado”? Algumas pessoas podem pensar que praticar exercícios, cuidar da pele e manter uma alimentação saudável já seja autocuidado suficiente; mas, na verdade, autocuidado é também sobre isso, mas não só isso.

Tirar alguns minutos do domingo para relaxar enquanto deixa a máscara facial agir é realmente legal, mas o autocuidado é algo que vai além. É uma ação que envolve o nosso bem-estar físico, emocional, profissional, educacional e, para algumas pessoas, o bem-estar espiritual. É sobre fazer pequenos e intencionais esforços – e não necessariamente fazer as coisas de forma aleatória.

Dizer “não” quando quiser realmente dizer “não” para algo é um ato de autocuidado. Falar sobre seus sentimentos, fazer terapia, tomar regularmente os remédios prescritos por seu médico, estabelecer limites entre relações (seja da vida profissional ou pessoal), se alimentar bem, descansar, praticar hobbies.

Existe uma lista quase infinita de coisas que podem estar relacionadas ao autocuidado. Independente do que seja importante para você, o ponto principal dessa questão é buscar um estilo de vida que possa lhe proporcionar mais motivação e prazer, além de reduzir o estresse, a preocupação e a irritabilidade.

Durma o suficiente

dicas-como-prevenir-burnout-inovasocial-inovacao-social-05

Quando você acredita que seu dia deveria ter 48 horas e dormir parece uma grande perda de tempo, é sinal de que algo está errado.

Uma noite de oito horas de sono é um ponto chave para quem procura cuidar da mente e do corpo. Se você fica sem dormir, pode até usar esse tempo para fazer outras coisas que considere mais importante, mas isso também pode ser um grande atrativo para os sintomas de esgotamento, como exaustão, falta de foco, pouca criatividade, etc.

Por isso, quando pensar em dormir mais tarde para concluir suas tarefas do dia-a-dia, lembre-se de que a melhor forma de ter um corpo e uma mente produtivos a longo prazo é garantindo essas duas “ferramentas” descansem.

Estabeleça limites para a tecnologia

dicas-como-prevenir-burnout-inovasocial-inovacao-social-04

Nós não temos dúvidas do quão incrível e necessária é a tecnologia. Ela une pessoas em diversos cantos do mundo, nos informa, nos diverte, permitiu novas formas de se trabalhar e tudo mais, mas ela também pode atrapalhar.

Com a tecnologia, o mundo não para. E nem sempre isso é algo bom.

Se a primeira coisa que você faz quando acorda (ou última coisa que faz quando vai dormir) é responder emails e mensagens de texto sobre trabalho, é importante parar, estabelecer prioridades e passar a limitar a forma como a tecnologia está presente em determinados momentos do seu dia. Caso você seja adepto do home office, defina horários. A não ser que seja algo de extrema urgência, saiba que tudo pode esperar até o dia seguinte ou até que você chegue ao escritório.

“Você precisa de um tempo longe do trabalho para descansar e recarregar as baterias”, diz Emma Donovan. “Esses limites reduzem a sensação de sobrecarga e te ajudam a se sentir revigorado.”

Escolha um hobby

dicas-como-prevenir-burnout-inovasocial-inovacao-social-03

Muitas vezes, tudo o que nós precisamos é nos sentir produtivos. Mas o trabalho não é a única opção para essa necessidade. Que tal mesclar seus momentos de trabalho com alguma atividade que faça com que você se sinta produtivo, relaxado e feliz ao mesmo tempo?

Fotografia, bordado, corrida, dança, jogos, artes marciais, leitura, culinária, coquetelaria, artes plásticas, costura, pedalar, praticar um esporte, escrever, aprender um novo idioma, meditação, ioga, trabalho voluntário, jardinagem, trilhas… As possibilidades são praticamente infinitas.

“Escolha uma ou duas atividades e as inclua em sua rotina diária”, diz Emma Donovan. “Isso reduz os níveis de estresse que podem causar o burnout”.

Faça as pazes com a imperfeição

dicas-como-prevenir-burnout-inovasocial-inovacao-social-02

Sabemos que o perfeccionismo é “defeito favorito” do mundo do trabalho, mas ele também pode ser uma armadilha para quem realmente possui essa característica.

Se você é um perfeccionista, abandonar a ideia de “perfeição” pode ser algo extremamente difícil de ser feito, mas é algo que pode (e deve) ser trabalhado com o tempo.

“Existe uma verdadeira sabedoria em aprender quando ‘bom’ é bom o suficiente”, diz a psicóloga Carla Marie Manly. “Perseguir a ilusão da perfeição pode causar um desgaste desastroso.”

Se você precisa riscar 100 itens de sua lista de tarefas do dia, é importante saber que você não cumprirá todas as tarefas com perfeição. E está tudo bem. Ter isso em mente irá te ajudar a relaxar seu corpo e sua mente, além de permitir que você concentre seu foco no que é realmente importante.

Conecte-se com seus amigos e família

dicas-como-prevenir-burnout-inovasocial-inovacao-social-01

Nossa vida não é só trabalho. Além de tudo o que falamos nos tópicos anteriores, manter contato com pessoas queridas também é uma forma de prevenir o burnout.

Além de nossos amigos e nossa família poderem nos dar um momento de respiro e diversão em meio à correria do dia-a-dia, é importante ter ao nosso lado pessoas que possam ser sinceras conosco e nos ajudem a prestar atenção a sinais de esgotamento – que muitas vezes não conseguimos enxergar.

Fazer pausas – tanto físicas, quanto mentais – é algo extremamente importante para prevenir o burnout. Caso você sinta sinais de que esse esgotamento está próximo, a ação mais importante a ser tomada é reorganizar sua rotina e focar em seu bem-estar. Para conferir tudo o que já foi publicado no InovaSocial sobre esse assunto, clique aqui.

__

Créditos: Imagem Destaque – holaillustrations / Shutterstock

Assine nossa newsletter!

Para conferir em primeira mão os conteúdos do InovaSocial em seu e-mail, assine agora nossa newsletter.
Insira o seu e-mail