Acesso à energia: os principais desafios e oportunidades para empreender dentro do setor | Parte I

O acesso à energia de qualidade com baixo custo está diretamente relacionado ao atendimento das necessidades básicas e ao desenvolvimento social ligado à educação, saúde, crescimento econômico, segurança, oportunidades de trabalho e de renda. De áreas rurais às urbanas, a energia é essencial para a melhoria da qualidade de vida. Como resposta a essa demanda, uma nova geração de empreendedores tem investido em soluções inovadoras.

Para apoiar e inspirar o surgimento de novos negócios inovadores e com impacto social dentro da temática, a Artemisia conduziu um estudo inédito que aponta oportunidades para empreender no setor. O levantamento reúne os desafios enfrentados pela população de baixa renda no Brasil relacionados à energia e destaca oito oportunidades para o desenvolvimento de negócios que enderecem esses desafios de forma escalável.

No episódio #33 do Podcast do InovaSocial, conversamos com Victor Hugo Mathias, da Artemisia, sobre a Tese de Impacto Social em Energia, clique aqui para conferir. Hoje, trazemos a você, leitor do InovaSocial, quatro da oito oportunidades identificadas pela Artemisia no estudo. E na próxima segunda-feira (15/10), você poderá conferir a Parte II dessas publicações com mais quatro oportunidades para empreender dentro do setor.


Para ler a Tese de Impacto de Energia na íntegra, clique aqui.


Acesso à energia

Promover acesso à energia e a soluções de fontes renováveis de baixo custo para pessoas e/ou comunidades que vivem sem luz ou em regiões não conectadas ao sistema de distribuição. Soluções off-grid, sobretudo em áreas isoladas.

São exemplos:

Soluções de geração de energia elétrica em áreas sem acesso à energia para iluminação, recarga de celular, bombeamento de água, proteção contra animais, etc;

  • Soluções que apoiam a criação de redes locais de geração e compartilhamento de energia em comunidades;
  • Soluções que permitem o acesso à energia limpa para a cocção de alimentos em locais sem acesso a GLP ou gás de cozinha.

Wema Bank (Nigéria): Veículo à energia solar que possibilita o acesso a serviços financeiros em áreas remotas, com serviço de atendimento e caixa eletrônico.

Litro de Luz (Brasil, Quênia, FIlipinas e outros): Construção de soluções sustentáveis de energia solar que utilizam materiais acessíveis e de baixo custo para a população que não tem acesso à energia.

(B)energy (Etiópia, Índia, Quênia e outros): Utilização de biogás em fogões residenciais por meio de uma bolsa azul inflável que pode ser carregada nas costas até em casa, com biogás coletado em um biodigestor local.


Geração e distribuição descentralizada de energia

Geração própria ou compartilhada de energia, a partir de fontes renováveis, com mecanismos de compensação que proporcionam diminuição dos gastos mensais, geração adicional de renda, maior autonomia do consumidor e maior sustentabilidade.

São exemplos:

  • Serviços de aluguel de placas com pagamento de mensalidades;
  • Instalação de soluções conectadas à rede elétrica de mini microgeração distribuída com consumo no local da geração ou em outro (autoconsumo remoto):
    • em domicílios, como por exemplo telhados e placas solares de baixo custo em residências;
    • compartilhadas – cooperativas ou consórcios, dividindo os custos de instalação e manutenção como por exemplo condomínios solares.

Rafiki Power (Tanzânia): Criação de redes locais de geração de distribuição de energia para pessoas não conectadas ao sistema, com a utilização de banco de bateria para armazenamento.

Renova Green (Brasil): Serviço de venda e aluguel de sistemas fotovoltaicos com foco em ampliar o acesso ao modelo de geração distribuída conectada à rede de distribuição.

Insolar (Brasil): Empresa de instalação de sistemas fotovoltaicos em comunidades para geração distribuída, com apoio de fundo de financiamento comunitário.


Inteligência de dados para eficiência energética

Oferecer soluções de inteligência de dados a partir de tecnologias que ajudem o consumidor residencial de menor renda ou pequenos comércios a serem mais conscientes, e assim, adequarem seus hábitos para usar a energia de modo mais eficiente, econômico e sustentável.

São exemplos:

  • Dispositivos que apoiem a identificação dos principais gastos de energia nas residências de menor renda e pequenos comércios por meio de soluções que utilizem a rede de Internet das Coisas (IOT);
  • Plataformas que permitam o acesso a dados para identificar padrões de uso de energia e gerem alternativas para aumentar a eficiência e economia, apoiando também na gestão de controle e demanda.

GreenAnt (Brasil): Atua com um medidor inteligente – criado a partir de um algoritmo que identifica os aparelhos de maior consumo na residência e propõe alternativas para a redução e recomendações de economia via SMS.

EnGuia (Brasil): Plataforma para análise de consumo do usuário com a geração de um plano personalizado de redução de consumo de energia residencial.


Eficiência energética por meio da adequação de imóveis equipamentos

Promover adequações nas construções e nos equipamentos elétricos em moradias e pequenos comércios para reduzir o desperdício de energia e gerar economia para o consumidor.

São exemplos:

  • Reformas de baixo custo que melhorem a ventilação, iluminação e climatização, reduzindo o consumo de evitando perdas de energia;
  • Tecnologias de geração de energia solar térmica para aquecimento de água a baixo custo;
  • Chuveiros inteligentes de baixo custo;
  • Serviços que apoiem as concessionárias na redução da demanda, como por exemplo, na substituição de eletrodomésticos antigos e lâmpadas pouco eficientes.

Neogyp (Brasil): Construção residencial que utiliza gesso como matéria prima, para ampliação do bem-estar e qualidade de vida por meio de ambientes com maior conforto térmico em casas da região norte do Brasil.

Sociedade do Sol (Brasil): Sistema de aquecimento de água potável por meio da captação da energia solar em painéis termo solares, com materiais de construção de baixo custo e fácil aquisição no mercado.

___

Gostou do texto e quer fazer parte da nossa comunidade? Envie uma sugestão de pauta, um texto autoral ou críticas sobre o conteúdo para contato@inovasocial.com.br.

Deixe uma resposta

Receba conteúdo exclusivo

Para não perder os próximos conteúdos do InovaSocial e receber materiais exclusivo em seu e-mail, assine agora a nossa newsletter.
Insira o seu e-mail