Ribon: Aplicativo para doação e o lado bom do ativismo de sofá

Quando foi a última vez que você fez uma doação? Para muitas pessoas, o ato da filantropia está ligado ao poder que os mega ricos possuem em distribuir dinheiro para boas causas. Entretanto, esse pensamento está, em partes, errado. Não precisamos doar apenas dinheiro e, muitas vezes, a necessidade nem é esta. Agora imagine doar pelo smartphone e sem ter que sair do lugar. Isto é que muitos chamam, pejorativamente, de “ativismo de sofá”. Mas se funciona e impacta a vida de alguém, qual a diferença?

Precisamos entender que existem dois tipo de pessoas. As que colocam a mão na massa e as que não colocam. Não que elas sejam pessoas ruins, só não têm tempo ou disposição para agir na linha de frente de uma boa causa. Mas, ao invés de criticar, por quê não ser criativo e tentar usar o “ativista de sofá” em prol de ações. O aplicativo Ribon é um exemplo de solução interessante neste caso. Produzido por uma startup de Brasília, sua última ação de sucesso trocava “likes” por dias de água potável para pessoas na África.

Ribon é um aplicativo que permite que usuários tenham a experiência da doação ao desbloquearem a tela do seu celular. De forma gratuita, diária, e sem sair da rotina.

No entanto, o desafio de achar uma solução para movimentar o ativismo de sofá esbarra na questão do modelo de negócios, onde uma ideia se transforma em inovação social. Quem conseguir achar uma boa solução para movimentar o ativista de sofá, ao mesmo tempo que cause impacto de forma sistêmica, terá o Santo Graal do mercado.

A verdade é que as pessoas querem doar, querem fazer parte de algo que faça sentido, estão cansadas e saturadas do lado triste da vida, mas – por “n” motivos – não dedicam um tempo do seu cotidiano para boas ações. Talvez o ativismo de sofá seja a solução para filantropia de massa, resta descobrir um jeito de, financeiramente, transformar isso palpável.

___

Gostou do texto e quer fazer parte da nossa comunidade? Envie uma sugestão de pauta, um texto autoral ou críticas sobre o conteúdo para contato@inovasocial.com.br

Receba conteúdo exclusivo

Para não perder os próximos conteúdos do InovaSocial e receber materiais exclusivo em seu e-mail, assine agora a nossa newsletter.
Insira o seu e-mail