Pro Mujer: quebrando o ciclo da pobreza através do microfinanciamento

Fundada em 1990, a organização Pro Mujer surgiu com o objetivo de proporcionar a mulheres latino-americanas de baixa renda formas de garantir seu sustento e o futuro de suas famílias. Trinta anos depois, de um experimento pioneiro em microcrédito, a Pro Mujer se tornou uma das principais organizações focada no desenvolvimento de mulheres da América Latina.

Usando como principal ferramenta o acesso a serviços de saúde, financeiros e educacionais, a Pro Mujer trabalha para diminuir a desigualdade de gênero laboral e salarial na América Latina, além de fazer com que as mulheres sejam mais independentes.

Para Maria Cavalcanti, CEO da Pro Mujer, a ajuda de todos é muito necessária para que essas mudanças aconteçam.

“Direitos das mulheres não é apenas uma questão das mulheres, é uma questão humana. É sobre trazer todos para a conversa. Nós não estaríamos aqui sem o apoio também dos homens,” diz Maria Cavalcanti.

A pobreza é uma questão complexa sem solução única. A Pro Mujer aborda esse problema oferecendo às mulheres um pacote integrado de serviços que podem ajudar a melhorar suas vidas e tirá-las da pobreza, com treinamentos sobre microfinanças, negócios e empoderamento, educação sobre saúde preventiva e assistência médica de alta qualidade a baixo custo.

leonora-vargos-pro-mujer-peru-inovasocial

Uma das participantes do projeto é Leonora Vargos, que, junto a sua filha, comanda um quiosque de lanches saudáveis em um dos Centros de Saúde da Pro Mujer, em Moquegua (Peru). Além de gerar renda para a família de Leonor, o quiosque promove hábitos alimentares saudáveis para todas as clientes da Pro Mujer que frequentam esse centro.

Além do treinamento para negócios, a equipe do centro da Pro Mujer educa sua clientes sobre temas como saúde sexual e reprodutiva, violência doméstica, auto-estima e questões relacionadas a gênero. As clientes moradoras de áreas rurais recebem assistência médica e odontológica por meio das feiras de saúde da Pro Mujer, que levam médicos e equipamentos diretamente aos seus bairros. Para atendimento médico especializado, a Pro Mujer estabelece acordos com prestadores de serviços de saúde locais para que as clientes possam receber atendimento confiável a um custo reduzido.

Atualmente, a organização opera em países na Argentina, Bolívia, México, Peru e Nicarágua, apoiando mais de 286.000 mulheres e suas famílias.

Para saber mais sobre a Pro Mujer, acesse o site oficial da organização e confira o vídeo abaixo:

___

Gostou do texto e quer fazer parte da nossa comunidade? Envie uma sugestão de pauta, um texto autoral ou críticas sobre o conteúdo para contato@inovasocial.com.br

Receba conteúdo exclusivo

Para não perder os próximos conteúdos do InovaSocial e receber materiais exclusivo em seu e-mail, assine agora a nossa newsletter.
Insira o seu e-mail