Um drone ajudou a polícia mexicana a diminuir 10% de sua taxa de crimes

dji-inspire-1-quadcopter-policia-drone-inovasocial-02

Em Ensenada, uma cidade mexicana a duas horas do sul de Tijuana, um novo combatente do crime está tomando os céus. Não é um pássaro, não é um avião, nem o Superman. É um drone. E mesmo após poucos meses de patrulha, ele já vem causando um grande impacto. Segundo o departamento de polícia da cidade, o DJI Inspire 1 Quadcopter já ajudou em mais de 500 prisões, além de fazer com que os índices criminais caíssem 10%, com 30% de queda em crimes envolvendo roubos a casas.

Esse é o exemplo mais recente que temos de drones encontrando seu espaço na vida civil. Veículos aéreos não tripulados começaram a serem usados como uma ferramenta militar, realizando missões de reconhecimento aéreo no Vietnã e lançando bombas sobre o Afeganistão. Seu uso está causando preocupação e uma série de debates: no início do mês, o Google anunciou que não irá renovar um contrato com o Departamento de Defesa, após 4.500 funcionários assinarem uma petição contra o Projeto Maven, onde uma inteligência artificial estava sendo desenvolvida para interpretar vídeos de câmeras de vigilância.

Mas em Ensenada a polícia apresenta seu uso do drone com um sucesso absoluto. Segundo Jesus Avendaño, CTO da polícia de Ensenada, o drone vem ajudando a reduzir o tempo de resposta e também a encontrar pessoas em atividades ilegais.

cape-drones-policia-inovasocial-03

Durante 4 meses, o departamento de Jesus realizou cerca de 25 missões por dia (mais de 1.600 no total), definindo em quais momentos voar, dependendo do número de ligações de emergência. Operando a partir de uma sala de controle local, a polícia usou um software desenvolvido pela Cape, empresa com sede na Califórnia, que automatiza grande parte do processo de voo, incluindo pousos e decolagens. Qualquer oficial autorizado pode assistir ao vídeo sendo transmitido pela câmera do drone, seja em seu escritório ou enquanto estiver na rua.

Para Chris Rittler, CEO da Cape, menos de uma dúzia de drones poderiam dar uma cidade como Ensenada, com população total de 522.000, cobertura completa.

“O caso de uso mais comum é em resposta a uma chamada de emergência, quando o drone pode ser redirecionado de um voo já ativado,” diz ele. A aeronave pode chegar a um local e analisá-lo antes dos policiais e com mais eficiência. E esse tipo de resposta rápida é algo muito significativo para o trabalho policial. “Os ladrões têm um relógio na cabeça, desde quando quebram uma janela até a chegada da polícia,” diz Rittler. “O que o drone fez é diminuir drasticamente essa janela de tempo.”

Embora os drones não sejam usados regularmente para a vigilância policial em muitos pontos ao redor do mundo, ao longo dos últimos anos, eles provaram sua utilidade de várias maneiras. Segundo a DJI, em um dia, em maio, drones de segurança pública salvaram quatro vidas: a polícia do Reino Unido encontrou uma pessoa desaparecida, semiconsciente e a poucos metros de um penhasco, usando um drone com câmera de imagem térmica (confira o vídeo ao final desta publicação). Uma equipe do corpo de bombeiros de Indiana jogou um colete salva-vidas para um homem suspeito de ter cometido um crime, que se afogou e que fugiu para um lago. E as autoridades de segurança pública no centro do Texas colocaram coletes salva-vidas em uma mãe e em sua filha de 15 anos, que foram levadas por uma enchente. No ano passado, os drones ajudaram a explorar as áreas de Houston inundadas pelo furacão Harvey e a colocar de volta no lugar cabos elétricos em Porto Rico derrubados pelo furacão Maria.

Apesar de o uso de drones em cidades grandes ainda seja algo que gere discussões calorosas e polêmicas, é importante que cases positivos sejam sempre registrados. Ao ver que um único drone pode realmente reduzir as taxas de criminalidade em 10%, como aconteceu em Ensenada, é curioso imaginar como esse cenário se desdobraria quando aplicado em larga escala.

“Aqui está o momento em que encontramos uma pessoa desaparecida, nos penhascos de Exmouth, após apenas 8 minutos no ar. Salvando sua vida e economizando horas de busca do solo, por diversas equipes,” – @PoliceDrones. Confira o vídeo do resgate:

___
Gostou do texto e quer fazer parte da nossa comunidade? Envie uma sugestão de pauta, um texto autoral ou críticas sobre o conteúdo para contato@inovasocial.com.br.

Receba conteúdo exclusivo

Para não perder os próximos conteúdos do InovaSocial e receber materiais exclusivo em seu e-mail, assine agora a nossa newsletter.
Insira o seu e-mail