Re-Voice: A luva que traduz linguagem de sinais

A tecnologia assistiva é algo extremamente interessante. Ela pode ajudar pessoas com deficiência auditiva a se comunicar com pessoas que não entendem a linguagem de sinais, mas, muitas vezes, elas dependem de aparelhos como tablets ou telefones para funcionar. Pensando nisso, a designer e programadora Hadeel Ayoub desenvolveu um produto para resolver esse problema: uma luva, feita com sensores com preços acessíveis que podem traduzir os gestos de linguagem de sinais de uma pessoa em texto e fala em tempo real, sem depender de nenhum dispositivo externo.

Hadeel, que atualmente é pesquisadora da Goldsmiths University of London, projetou a luva para pessoas que usam a linguagem gestual para se comunicar, sejam elas surdas-mudas ou crianças que têm autismo não-verbal e se comunicam através de gestos. Para usar a luva, basta colocar colocá-la e começar a transmitir sua mensagem. Em tempo real, o equipamento traduz os sinais em frases que aparecem em uma tela pequena no pulso e podem ser lidas em voz alta usando um pequeno alto-falante.

revoice-luva-linguagem-sinais-01

Esse projeto teve início em 2014, e Hadeel foi, lentamente, melhorando e adicionando mais recursos ao longo do tempo. Seu protótipo atual usa aprendizado de máquina para permitir que os indivíduos ensinem à luva seus próprios gestos. Recentemente, Hadeel fundou a Re-Voice, uma empresa que irá produzir em larga escala e inserir a luva no mercado, com um previsão de vendas para 2018. O preço ainda não foi revelado, mas sua criadora prevê um valor muito abaixo dos milhares de dólares que outras tecnologias assistivas podem custar.

A luva Re-Voice foi apresentada por Hadeel durante a London Tech Week. em junho. Para conferir os detalhes, assista ao vídeo abaixo (em inglês), produzido pela Fast Company:

___

Gostou do texto e quer fazer parte da nossa comunidade? Envie uma sugestão de pauta, um texto autoral ou críticas sobre o conteúdo para contato@inovasocial.com.br

Receba conteúdo exclusivo

Para não perder os próximos conteúdos do InovaSocial e receber materiais exclusivo em seu e-mail, assine agora a nossa newsletter.
Insira o seu e-mail