Nem toda inovação é social

Nem toda inovação é social.

Pipocam por aí cursos, eventos e consultorias de inovação.

A palavra de ordem é: inove ou morra!

Sem dúvida, todos os setores e organizações precisam inovar – na dor ou no amor, com planejamento ou no sufoco.

Mas, a inovação “convencional” não necessariamente passa pelo campo socioambiental.

Empresas estão inovando para quê?

Buscando novos modelos de negócio, novas verticais, novos modelos de receita.

Para quê?

Para ampliar o retorno aos acionistas?

Para garantir algum retorno para eles, em tempos de crise?

Para seguirem existindo no mercado?

Para melhorarem suas margens?

Para se tornarem mais relevantes a seus clientes?

Ainda que nas entrelinhas ou nos seus discursos, a gente perceba um quê de “sustentável (afinal, estamos no século XXI, convém lembrar), estamos longe de incorporar essa dimensão, para valer, nos DNAs das organizações.

Inovar com ênfase nesta dimensão passa, necessariamente, por:

1. Intencionalidade de gerar impacto social ou ambiental positivo: essa dimensão precisa estar no coração da organização, não no seu anexo.

2. Ampliação do acesso da base da pirâmide a produtos e serviços inovadores: grupos sociais em vulnerabilidade socioeconômica estão no centro desta nova abordagem, ou seguem sendo enxergados como meros consumidores?

3. Redução de custos de transação para estes grupos sociais.

4. Um processo de inovação inclusivo, justo e democrático.

5. Inovar para quê?

Para gerar mais insustentabilidade?

Ampliar desigualdade?

Perpetuar empresas que geram baixo valor para a sociedade?

Emergir startups que, no fundo, querem ocupar o espaço de grandes empresas tradicionais?

Uber, 99, Amazon, Netflix, Airbnb – e afins – geram que tipo de valor à sociedade? Realizam que tipo de programas socioambientais?

Curioso, pois muitos consumidores criticavam as práticas rasas (ou as não práticas) de responsabilidade social dos concorrentes que estas empresas desbancaram.

Mas o que elas fazem neste sentido?

___

Gostou do texto e quer fazer parte da nossa comunidade? Envie uma sugestão de pauta, um texto autoral ou críticas sobre o conteúdo para contato@inovasocial.com.br.

Receba conteúdo exclusivo

Para não perder os próximos conteúdos do InovaSocial e receber materiais exclusivo em seu e-mail, assine agora a nossa newsletter.
Insira o seu e-mail