Escola das Mães: Design thinking na luta contra a mortalidade infantil

Na última semana, durante o texto “A empatia como ponte do autismo e da dislexia”, contamos um pouco sobre dois projetos de design focados em impacto social e de origem inglesa. O texto de hoje também é sobre este tema, mas de origem local, mais precisamente Santos, São Paulo.

O projeto Escola das Mães, do grupo Tellus, visa reduzir a mortalidade infantil e ajudar mães de “primeira viagem” nos desafios da maternidade. Através de aulas práticas e um aplicativo de apoio, as mães discutem tópicos como, por exemplo, as mudanças corporais na gestação, o primeiro banho do bebê e entre outros temas relacionados à maternidade. Segundo o grupo Tellus, apesar dos esforços governamentais, a mortalidade infantil não diminuiu nos últimos anos e o problema não está na infraestrutura, mas na qualidade e quantidade de informações que as novas mães possuem no período de pré e pós nascimento.

O projeto, que utiliza de ferramentas e metodologias de design thinking, nasceu após uma pesquisa realizada pelo Departamento de Saúde de Santos, que afirmou que a maioria das unidades locais de saúde não possui nenhum tipo de grupos educacionais. Já as que possuem, ou não são organizadas com diretrizes básicas, ou possui material desatualizado. Dentro deste cenário, o Escola de Mães é baseado em três conceitos básicos:

  • Mulheres co-responsáveis: capacitando as mulheres enquanto elas exercem seus direitos;
  • Além da gravidez: reconhecendo que a gravidez transforma as mulheres e o seu ambiente;
  • Rede de confiança: criando uma rede de apoio integrada, preparada e motivada para as práticas de cuidados do bebê e a mãe.

As “aulas” duram 30 minutos e, apesar da Escola das Mães ter o seu próprio espaço dentro do Instituto da Mulher e da Gestação, também ocorrem em unidades de saúde locais. O projeto tem funcionado tão bem, que a Escola das Mães foi vencedora do Core77 Design Awards, na categoria design para impacto social e voto popular.

Receba conteúdo exclusivo

Para não perder os próximos conteúdos do InovaSocial e receber materiais exclusivo em seu e-mail, assine agora a nossa newsletter.
Insira o seu e-mail