O que acontece quando você escolhe dizer “sim” para tudo?

O que aconteceria se você dissesse “sim” para tudo? Shonda Rhimes, um dos maiores nomes de televisão norte-americana atualmente, fez isso e transformou sua experiência no livro O Ano em que Disse Sim – publicado no Brasil pela editora Best Seller – e também em uma apresentação para o TED2016.

Hoje, além de aprender a dizer “sim” mais vezes com Shonda Rhimes, selecionamos a dedo algumas de nossas TED Talks favoritas apresentadas especialmente por pessoas negras. Em fevereiro, produzimos diversos textos falando um pouco mais sobre a África, e nada melhor que fechar essa última semana do mês compartilhando mais conhecimento e histórias inspiradoras vindo diretamente de pessoas que levam em sua pele e em seu sangue a história e as raízes desse continente tão rico em cultura, belezas, inspirações e que busca a inovação a cada dia.

Confira nossa mais nova seleção de TED Talks abaixo (legendas disponíveis em português):

  • Shonda Rhimes: O ano em que seu disse “sim” para tudo

Shonda Rhimes, a titã por trás de “Grey’s Anatomy”, “Scandal” e “How to Get Away With Murder”, é responsável por cerca de 70 horas de televisão por temporada, e ela adora trabalhar. “Quando estou trabalhando arduamente, quando estou mergulhada no trabalho, não há outra sensação”, diz ela. Ela tem um nome para esse sensação: o zumbido. O zumbido é uma droga, é a música, é o sussurro de Deus em seu ouvido. Mas o que acontece quando ele cessa? Ela é algo mais além do zumbido? Nesta palestra comovente, junte-se a Rhimes numa viagem através de seu “ano do sim” e descubra como ela conseguiu seu zumbido de volta.


  • Tapiwa Chiwewe: Você não precisa ser um especialista para resolver grandes problemas

Ao dirigir em Joanesburgo um dia, Tapiwa Chiwewe percebeu uma nuvem gigantesca de poluição atmosférica pairando sobre a cidade. Ele estava curioso e preocupado, mas não era especialista ambiental – então ele fez umas pesquisas e descobriu que quase 14% de todas as mortes no mundo em 2012 foram causadas por poluição atmosférica doméstica e ambiental. Com este conhecimento e um impulso para fazer algo sobre isso, Chiwewe e seus colegas desenvolveram uma plataforma que revela tendências em poluição e ajuda planejadores urbanos a tomarem melhores decisões. “Às vezes apenas uma nova perspectiva, novas habilidades, podem tornar as condições corretas para algo marcante acontecer,” Chiwewe diz. “Mas você precisa ser corajoso o suficiente para tentar.”


  • Natsai Audrey Chieza: A moda gera poluição – será que a biologia pode resolver isso?

Natsai Audrey Chieza é uma designer com um propósito: reduzir a poluição na indústria da moda e, ao mesmo tempo, criar novidades incríveis para vestirmos. Em seu laboratório, ela notou que a bactéria “Streptomyces coelicolor” produz um pigmento lilás avermelhado, que agora ela está usando para desenvolver um tingimento arrojado, com cores que não desbotam, que reduz o desperdício de água e a geração de resíduos químicos, comparado com os tingimentos têxteis tradicionais. E ela não está sozinha ao usar a biologia sintética para redefinir o futuro dos nossos materiais: “Imagine só isso: couro feito de cogumelos e fios super-resistentes feitos da proteína da seda da aranha. Não vamos construir o futuro com combustíveis fósseis,” afirma Chieza. “Vamos construí-lo com a biologia.”


  • Peter Ouko: Como conquistei um diploma de direito enquanto eu estava no corredor da morte

Peter Ouko passou 18 anos na Kamiti Prison, no Quênia, algumas vezes trancado numa cela com outros 13 homens adultos por 23 horas e meia por dia. Em uma conversa emocionante, ele conta a história de como foi libertado e a missão atual dele com o “African Prisons Project”: criar a primeira escola de direito atrás das grades e capacitar as pessoas na prisão a realizar mudanças positivas.


  • Soyapi Mumba: Tecnologia médica para atender às necessidades da África

Na África Subsaariana, os cortes de energia, a pouca entrada de tecnologia e os hospitais com poucos profissionais de saúde comprometem o sistema de saúde. Para resolver esses problemas no Maláui, Soyapi e sua equipe criaram do zero um novo sistema, desde o software que alimenta seus registros de saúde eletrônicos à infraestrutura que o suporta. Nesta palestra curta mas esperançosa, Mumba fala sobre como sua mentalidade de “pau pra toda obra” pode ajudar a reinventar sistemas de saúde de locais carentes de recursos.

__

Gostou da playlist e quer fazer parte da nossa comunidade? Envie uma sugestão de pauta, um texto autoral ou críticas sobre o conteúdo para contato@inovasocial.com.br

Receba conteúdo exclusivo

Para não perder os próximos conteúdos do InovaSocial e receber materiais exclusivo em seu e-mail, assine agora a nossa newsletter.
Insira o seu e-mail