#PrideDay: Documentários para aprender mais sobre a história da luta LGBT no mundo

O Dia do Orgulho LGBT é celebrado no dia 28 de junho, em comemoração à Batalha de Stonewall. Há exatos 50 anos, se iniciava nos EUA uma série de manifestações em reivindicação dos direitos da comunidade LGBT. Tudo começou no Stonewall Inn, um bar em Manhattan, Nova York, na época muito popular entre a comunidade LGBT. As manifestações começaram no início da manhã de 28 de junho de 1969, quando a polícia invadiu o Stonewall Inn.

Invasões a bares gays eram algo comum na época, mas, dessa vez, os policiais agressivos e os clientes revoltados com a situação transformaram tudo e um tumulto total.

Os acontecimentos do dia 28 de junho de 1969 se estenderam por três noites, sem descanso. O evento é considerado um marco na defesa da comunidade LGBT nos Estados Unidos, uma resposta coletiva à frustração gerada pela homofobia da época, em particular a hostilidade da aplicação da lei e a ausência de leis para proteger a comunidade LGBT.

Em 2015, o cenário social e político da época foi retratado no filme Stonewall, do diretor Roland Emmerich. Para assistir, clique aqui.

Hoje, você confere uma seleção de documentários que vão fazer com que você aprenda mais sobre a comunidade LGBT e a luta pelo simples direito de existir.

A Revolta de Stonewall (GNT.doc)

O documentário relembra a dramática Revolta de Stonewall, quando uma súbita batida policial ocorreu em um bar GLS, provocando o que foi o maior movimento de direitos homossexuais.


Que Mundo é Esse? | Comunidade LGBT, imprensa e Copa do Mundo na Rússia (Especial Globo News)

A Copa do Mundo é um evento perfeito para a Rússia, país onde as diversas máfias ainda têm muito poder. E ainda: um dia de clássico CSKA x Spartak, com cenas de violência, num estádio de primeiro mundo. No Parque Gorky, a juventude russa atualmente mantém alguns hábitos dos tempos soviéticos. E a cena LGBT, num país onde deputados no Parlamento não hesitam em defender leis homofóbicas.


Paris Is Burning (Netflix)

Este documentário premiado em Sundance é um retrato da comunidade das drags no Harlem dos anos 80: um mundo de competição violenta e luta pela sobrevivência.


A Morte e a Vida de Marsha P. Johnson (Netflix)

Enquanto enfrenta uma onda de violência contra mulheres trans, a ativista Victoria Cruz investiga a morte de sua amiga Marsha P. Johnson, em 1992.


Laerte-se (Netflix)

A cartunista Laerte nos convida a conhecer seu mundo e reflete sobre a longa trajetória de sua autoaceitação como mulher.

__

Gostou do texto e quer fazer parte da nossa comunidade? Envie uma sugestão de pauta, um texto autoral ou críticas sobre o conteúdo para contato@inovasocial.com.br.

Créditos – Imagem Destaque: Shutterstock

Receba conteúdo exclusivo

Para não perder os próximos conteúdos do InovaSocial e receber materiais exclusivo em seu e-mail, assine agora a nossa newsletter.
Insira o seu e-mail