Como 5 gerações diferentes podem trabalhar juntas dentro do mesmo ambiente de trabalho?

Com as pessoas vivendo mais e se aposentando mais tarde, e em um momento em que as gerações mais jovens estão iniciando suas vidas profissionais, pela primeira vez, cinco gerações coexistem no local de trabalho.

Para as empresas, isso representa uma oportunidade inédita de impulsionar a inovação, aproveitando a grande quantidade de sabedoria, conhecimento e novas perspectivas em seu meio. Mas também apresenta um grande desafio: combinar grupos diferentes em equipes coesas e produtivas, uma vez que a combinação de uma força de trabalho multigeracional requer de seus líderes exatamente o que esses líderes esperam receber de seus funcionários: criatividade.

A criatividade é vital na força de trabalho de hoje, já que não há duas gerações iguais. Os Boomers e a Geração Silenciosa sentem que estão sendo eliminados pela tecnologia. Os Millennials sentem que estão nas piores posições no mercado de trabalho. A Geração X se como a “Geração Sanduíche”, que muitas vezes é esquecida ou ignorada. E a Geração Z quer mudar o mundo, mas se sente frustrada com práticas ultrapassadas. Além disso, cada geração tende a acreditar que a sua maneira de fazer as coisas é a melhor forma de fazer as coisas. Quando isso acontece, não há dúvidas de que esses choques culturais podem prejudicar a eficiência operacional.

No entanto, é possível notar que cada geração tem uma coisa em comum: no escritório, todas elas querem ser ouvidas. Nem todos concordam com esse retrato do ambiente de trabalho do futuro, e tudo bem. A tecnologia pode ajudar a construir um futuro para o trabalho que seja benéfico para todos e, ao aplicar os tipos certos de inovação, as organizações podem ouvir todos os funcionários e resolver muitos dos problemas que surgem em uma força de trabalho multigeracional.

Quando você tem várias gerações trabalhando juntas, pensando e falando de várias maneiras, fornecer uma estrutura de comunicação é algo fundamental. Como os “tradutores intergeracionais” não existem (ainda), a próxima melhor opção são plataformas de comunicação onde os membros da equipe trocam mensagens, compartilham documentos e colaboram em tempo real em vários projetos.

Cerca de 74% dos Millennials e da Geração Z considera que a suas habilidades de se comunicar pessoalmente são as mais fracas, quando falamos sobre formas de comunicação. Já conversas por vídeo e mensagens de texto são as formas de comunicação com as quais eles têm mais desenvoltura. Isso ressalta o fato de que, independentemente de como trabalhamos, temos que nos manter conectados um ao outro.

Quando os funcionários se sentem confiantes em seus canais de comunicação, as oportunidades de construção de relacionamentos aparecem. E a tecnologia é uma ferramenta que proporciona diferentes formas de se conectar, ou seja: mais comunicação. E são esses relacionamentos individuais entre os funcionários que ajudam a derrubar as barreiras geracionais. Quando todos se comprometem a aprender e usar a plataforma, a comunicação fica mais democratizada através das gerações, e as falhas de comunicação se tornam uma ameaça menor à sinergia da equipe.

Quando o assunto é o espaço físico, considerando a dinâmica multigeracional dentro de qualquer empresa, a primeira pergunta a ser feita pelos líderes de negócios é: O que estou tentando motivar? Para muitos líderes da empresa o objetivo é a produtividade. Os líderes querem que os funcionários – não importa a geração – sejam eficazes, estejam eles dentro ou fora do escritório. E isso é algo que começa com os ambientes físicos criados.

Hoje em dia, os escritórios estão cada vez mais abertos, com divisórias de baixas para que as pessoas possam se ver e falar umas com as outras. Colaboradores em ambientes podem ficar menos estressados e mais ativos fisicamente do que colaboradores em ambientes fechados, divididos por salas ou cubículos com divisórias altas. Um ambiente acolhedor, vivo e que facilite a colaboração entre as pessoas tendem a ser mais eficazes para todas as gerações.

Gerenciar um escritório com uma força de trabalho multigeracional não é algo que pode ser feito sem um compromisso com o desenvolvimento profissional. Funcionários de todas as gerações estão se perguntando o que o futuro reserva para eles, e essas pessoas sabem que o aprendizado contínuo é o que faz com que elas tenham sucesso na carreira. Colaboradores mais jovens e mais velhos têm preferências semelhantes com relação à aprendizagem no local de trabalho: todas eles querem se manter atualizados sobre o mercado de trabalho.

Enquanto as gerações mais velhas se preocupam com a automatização do trabalho, as gerações mais jovens preocupam-se com a falta de formação necessária para ter sucesso no local de trabalho em constante mudança. Já os profissionais com mais de 45 anos tendem a se sentirem vulneráveis devido à sua idade, enquanto os Millennials querem ter sucesso na 4ª Revolução Industrial, onde tecnologias físicas e digitais se fundem.

Se você gerencia uma equipe multigeracional, a dica é: ajude seus funcionários a desenvolver as habilidades críticas necessárias para uma colaboração entre gerações bem-sucedida neste mundo em constante evolução. Desenvolva treinamentos adaptados às necessidades de sua empresa, inclusive de uma geração à outra.

Pode parecer um paradoxo, mas a automação pode realmente nos ajudar a ser mais humanos. Com os avanços no aprendizado de máquina, tarefas manuais e repetitivas podem ser transferidas para assistentes virtuais que permitirão que colaboradores de todas as idades estejam mais disponíveis para um trabalho mais importante. Assistentes virtuais acompanham os calendários e alteram os cronogramas para garantir que os funcionários estejam no lugar certo, no momento certo; e também podem agilizar processos e aprimorar protocolos.

Essas tecnologias podem não ser perfeitas e causar algumas confusões no início, mas quando totalmente integradas a um escritório, elas permitem que os funcionários se concentrem em assuntos mais importantes e trabalhem juntos. A automação ajuda a aliviar as tensões hierárquicas, dando mais tempo tempo para que todas as gerações interajam e realizem plenamente as contribuições mais importantes umas das outras no local de trabalho.

A Geração Z quer um elemento humano para suas equipes – não apenas ferramentas digitais. E os Boomers e a Geração X se sentem da mesma forma. A automação prepara o caminho para que mais aptidões humanas floresçam no local de trabalho, como conversas individuais, brainstormings com colegas e a criação de interações mais empáticas entre gerações.

Empresas de sucesso vêem sua força de trabalho multigeracional como algo muito positivo. E, não apenas para empresas individuais mas para todo o mundo do trabalho, abraçar os benefícios de uma força de trabalho diversificada por idade é uma necessidade que aparece em um caminho sem volta.

___

Gostou do texto e quer fazer parte da nossa comunidade? Envie uma sugestão de pauta, um texto autoral ou críticas sobre o conteúdo para contato@inovasocial.com.br.

Créditos: Imagem destaque – Por fizkes.

Receba conteúdo exclusivo

Para não perder os próximos conteúdos do InovaSocial e receber materiais exclusivo em seu e-mail, assine agora a nossa newsletter.
Insira o seu e-mail