Colômbia: Unhas, esmaltes e empoderamento

Fleury Rose é uma artista. E as unhas são sua tela. Considerada a manicure das celebridades, Fleury tem clientes como as atrizes Emma Watson e Whoopi Goldberg. Mas, recentemente, ela se viu à frente de um público diferente: um grupo de mães solteiras e um homem, moradores da cidade de Medellín (Colômbia). Ali, o objetivo de Fleury era ensinar lições básicas sobre como gerenciar um negócio de sucesso.

cadavida-projeto-inova-social-01

O workshop foi organizado pela Fundação CadaVida, uma organização que se dedica a empoderar mães solteiras na Comuna 13. Esse tipo de ação seria algo muito interessante em qualquer lugar do mundo, mas ela foi especialmente importante em um lugar como a Comuna 13, que no auge do poder do traficante Pablo Escobar, nas décadas de 1980 e 1990, foi a área mais perigosa da cidade mais violenta do mundo.

O crime e a pobreza ainda são grandes problemas que a Comuna 13 enfrenta diariamente, mas vinte anos após a queda do cartel de Escobar, a comunidade tem sido um exemplo de regeneração urbana.

Ainda assim, as mulheres colombianas são as pessoas que mais precisam enfrentar desafios.

“A Colômbia é um país muito patriarcal. Mulheres encontram dificuldades para arrumar emprego, e isso é ainda mais difícil para mulheres que não têm apoio de seus maridos ou são solteiras,” diz Viviana Cadavid, a empreendedora social que fundou a CadaVida em 2014. “No país, mais de um terço das crianças abaixo dos 14 anos moram em casas com apenas um adulto, e a maioria dessas casas é liderada por mulheres. Além disso, mulheres não têm igualdade quando o assunto é educação, especialmente na universidade.”

cadavida-projeto-inova-social-02

Algo que chama a atenção é ver a organização usar a beleza para falar de empoderamento. A Colômbia é um país com um grande interesse no assunto. Inclusive, esse é o segundo país com o maior número de cirurgias plásticas na América Latina, ficando apenas atrás do Brasil. Além disso, salões de beleza são muito populares por todo país.

“Mulheres gostam de beleza aqui, então essa é a ferramenta que usamos para empoderar suas vidas,” diz Viviana.

Os workshops incluem treinamentos sobre como se tornar uma empreendedora em várias áreas do mercado de beleza, especialmente como manicures; há também sessões desenvolvidas com foco na autoestima, outras que ensinam participantes sobre como se vestir no ambiente de trabalho e como ter um melhor desempenho em entrevistas de emprego. Até agora, mais de 400 mulheres participaram dos diferentes programas da CadaVida, onde o maior objetivo de todos é fazer com que essas pessoas encontrem sua independência financeira e emocional.

“Mesmo em uma semana, é possível ver a grande transformação que acontece nas pessoas que participam das aulas. Para mim, a  experiência não foi apenas sobre ensinar uma habilidade, mas nós também queremos ensinar sobre empoderamento, e que essas mulheres possam se sentir orgulhosas de suas carreiras,” diz Rose.

Para saber mais sobre a Fundação CadaVida, clique aqui.

___

Gostou do texto e quer fazer parte da nossa comunidade? Envie uma sugestão de pauta, um texto autoral ou críticas sobre o conteúdo para contato@inovasocial.com.br

Receba conteúdo exclusivo

Para não perder os próximos conteúdos do InovaSocial e receber materiais exclusivo em seu e-mail, assine agora a nossa newsletter.
Insira o seu e-mail